ÓLEO DE NEROLI (FLOR DE LARANJEIRA) NORMALIZA SINTOMAS DO CLIMATÉRIO, AUMENTA DESEJO SEXUAL (LIBIDO), EQUILIBRA CORTISOL E NÍVEIS DE ESTROGÊNIO EM MULHERES NA MENOPAUSA E PÓS-MENOPAUSA

Um estudo publicado no ano passado demonstrou resultados positivos do uso do óleo de neroli (flor de laranjeira) no alívio dos sintomas da menopausa, estresse e normalização dos níveis de estrogênio e cortisol em mulheres na pós-menopausa.

63 mulheres com menos de 65 anos participaram da pesquisa inalando 0,1 ou 0,5% de óleo de neroli ou óleo de amêndoas apenas (no grupo controle) por 5 minutos duas vezes ao dia por 5 dias.

Comparado ao grupo controle e baseado em observações e medições feitas antes e depois dos 5 dias de inalação, os dois grupos que inalaram o óleo de neroli tiveram melhoras nos sintomas climatéricos da transição do fim da menopausa, aumento do desejo sexual ao parceiro, sua pressão sanguínea diastólica reduziu-se e houve melhora dos níveis e pulsos de liberação de cortisol e concentração de estrogênio.

A queda do estrogênio na menopausa e pós-menopausa possui correlação com as sensações de ondas de calor. Sua queda também impacta no aumento de risco do surgimento de osteoporose, dificuldades cognitivas e na memória, além de alterações na hidratação da pele, desejo sexual e pré-disposição a quadros depressivos.

O aumento do estrogênio com o óleo de neroli foi notado de forma significante apenas no grupo que inalou ele diluído a 0,5%, demonstrando que a quantidade e concentração do óleo impacta decisivamente no aumento do estrogênio. Baseado nisso, sugere-se que o uso do óleo puro e não diluído em difusores pessoais ou ambientais, ou diluído em concentrações mais elevadas (por exemplo 2-3%) em óleo de massagem para uso no pulso, pescoço, barriga ou antebraço, demonstre resultados mais efetivos e persistentes com o uso progressivo. O óleo base poderia ser a groselha negra, rico em AGL (ácido gama-linolênico) que atua de forma positiva regulando os níveis de estrogênio e sintomas da menopausa também, sendo uma associação sinérgica muito boa.

O estudo concluiu demonstrando que a inalação do óleo de neroli alivia os sintomas da menopausa, aumenta o desejo sexual (funcionando como afrodisíaco), e reduz a pressão alta em mulheres na pós-menopausa. O óleo de neroli possui o potencial de ser uma eficiente intervenção para reduzir o estresse e equilibrar o sistema endócrino. E em outros estudos mostrou possuir importantes efeitos sedativos, calmantes e capazes de melhorar sintomas de insônia e ansiedade, melhorando os níveis de seratonina o que o permite contribuir também na melhoria de quadros de depressão.

A Laszlo possui à venda o óleo de neroli em opções de puro, diluído a 10% (que poderia ser usado puro no pulso, pescoço, barriga ou antebraço – 3-5 gotas por vez) e o neroli blend que é uma mistura somente de óleos essenciais puros e naturais de flor de laranjeira, casca de laranja e folha de laranja (petitgrain), sendo uma alternativa mais em conta e muito aromática e funcional em concentração de princípios ativos.

O neroli pode ser empregado também como perfume diário, seja puro ou blend (1 gota), diluído a 10% (3-5 gotas) ou ainda na composição de perfumes (puro ou blend) na diluição de 10ml por litro de álcool + fixador (10-30ml). Desta forma também pode manifestar estes efeitos em usuárias, ficando a dica.

Receita de óleo de massagem para menopausa, tpm e outros distúrbios femininos:

Neroli blend (ou puro) 0,5%
Sálvia esclareia 1% (a mais potente é a com 3-4% de esclareol vendida como salvia esclareia 3/4 GT EUA)
Gerânio africano ou Bourbon 1%
Camomila romana 0,5%
Cenoura sementes 0,5% (opcional devido ao aroma – nem todos gostam)
Óleo carreador de groselha negra 30%
Óleo carreador de linhaça ou rosa mosqueta 20%
Óleo carreador de palmiste 47% (ou 46,5% se adicionar a cenoura sementes)

Pode com esta fórmula ser feita massagem em todo o corpo.
Se optar por uso local, a groselha negra pode ser a base carreadora integral na quantidade de 97% + 3% dos OE.
Todos estes OE possuem estudos validando sua ação hormonal no equilíbrio endócrino feminino.

Autor:
Fabian Laszlo

Referências:
Choi SY1, Kang P, Lee HS, Seol GH. Effects of Inhalation of Essential Oil of Citrus aurantium L. var. amara on Menopausal Symptoms, Stress, and Estrogen in Postmenopausal Women: A Randomized Controlled Trial. Evid Based Complement Alternat Med. 2014;2014:796518.
Leia o artigo na íntegra em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4082953/

Este óleo essencial está disponível à venda em

so_pria

Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

Anúncios

ÓLEO DE NEROLI (FLOR DE LARANJEIRA) NORMALIZA SINTOMAS DO CLIMATÉRIO, AUMENTA DESEJO SEXUAL (LIBIDO), EQUILIBRA CORTISOL E NÍVEIS DE ESTROGÊNIO EM MULHERES NA MENOPAUSA E PÓS-MENOPAUSA

neroli

Um estudo publicado no ano passado demonstrou resultados positivos do uso do óleo de neroli (flor de laranjeira) no alívio dos sintomas da menopausa, estresse e normalização dos níveis de estrogênio e cortisol em mulheres na pós-menopausa.

63 mulheres com menos de 65 anos participaram da pesquisa inalando 0,1 ou 0,5% de óleo de neroli ou óleo de amêndoas apenas (no grupo controle) por 5 minutos duas vezes ao dia por 5 dias.

Comparado ao grupo controle e baseado em observações e medições feitas antes e depois dos 5 dias de inalação, os dois grupos que inalaram o óleo de neroli tiveram melhoras nos sintomas climatéricos da transição do fim da menopausa, aumento do desejo sexual ao parceiro, sua pressão sanguínea diastólica reduziu-se e houve melhora dos níveis e pulsos de liberação de cortisol e concentração de estrogênio.

A queda do estrogênio na menopausa e pós-menopausa possui correlação com as sensações de ondas de calor. Sua queda também impacta no aumento de risco do surgimento de osteoporose, dificuldades cognitivas e na memória, além de alterações na hidratação da pele, desejo sexual e pré-disposição a quadros depressivos.

O aumento do estrogênio com o óleo de neroli foi notado de forma significante apenas no grupo que inalou ele diluído a 0,5%, demonstrando que a quantidade e concentração do óleo impacta decisivamente no aumento do estrogênio. Baseado nisso, sugere-se que o uso do óleo puro e não diluído em difusores pessoais ou ambientais, ou diluído em concentrações mais elevadas (por exemplo 2-3%) em óleo de massagem para uso no pulso, pescoço, barriga ou antebraço, demonstre resultados mais efetivos e persistentes com o uso progressivo. O óleo base poderia ser a groselha negra, rico em AGL (ácido gama-linolênico) que atua de forma positiva regulando os níveis de estrogênio e sintomas da menopausa também, sendo uma associação sinérgica muito boa.

O estudo concluiu demonstrando que a inalação do óleo de neroli alivia os sintomas da menopausa, aumenta o desejo sexual (funcionando como afrodisíaco), e reduz a pressão alta em mulheres na pós-menopausa. O óleo de neroli possui o potencial de ser uma eficiente intervenção para reduzir o estresse e equilibrar o sistema endócrino. E em outros estudos mostrou possuir importantes efeitos sedativos, calmantes e capazes de melhorar sintomas de insônia e ansiedade, melhorando os níveis de seratonina o que o permite contribuir também na melhoria de quadros de depressão.

A Laszlo possui à venda o óleo de neroli em opções de puro, diluído a 10% (que poderia ser usado puro no pulso, pescoço, barriga ou antebraço – 3-5 gotas por vez) e o neroli blend que é uma mistura somente de óleos essenciais puros e naturais de flor de laranjeira, casca de laranja e folha de laranja (petitgrain), sendo uma alternativa mais em conta e muito aromática e funcional em concentração de princípios ativos.

O neroli pode ser empregado também como perfume diário, seja puro ou blend (1 gota), diluído a 10% (3-5 gotas) ou ainda na composição de perfumes (puro ou blend) na diluição de 10ml por litro de álcool + fixador (10-30ml). Desta forma também pode manifestar estes efeitos em usuárias, ficando a dica.

Receita de óleo de massagem para menopausa, tpm e outros distúrbios femininos:

Neroli blend (ou puro) 0,5%
Sálvia esclareia 1% (a mais potente é a com 3-4% de esclareol vendida como salvia esclareia 3/4 GT EUA)
Gerânio africano ou Bourbon 1%
Camomila romana 0,5%
Cenoura sementes 0,5% (opcional devido ao aroma – nem todos gostam)
Óleo carreador de groselha negra 30%
Óleo carreador de linhaça ou rosa mosqueta 20%
Óleo carreador de palmiste 47% (ou 46,5% se adicionar a cenoura sementes)

Pode com esta fórmula ser feita massagem em todo o corpo.
Se optar por uso local, a groselha negra pode ser a base carreadora integral na quantidade de 97% + 3% dos OE.
Todos estes OE possuem estudos validando sua ação hormonal no equilíbrio endócrino feminino.

Autor:
Fabian Laszlo

Referências:
Choi SY1, Kang P, Lee HS, Seol GH. Effects of Inhalation of Essential Oil of Citrus aurantium L. var. amara on Menopausal Symptoms, Stress, and Estrogen in Postmenopausal Women: A Randomized Controlled Trial. Evid Based Complement Alternat Med. 2014;2014:796518.
Leia o artigo na íntegra em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4082953/

Este óleo essencial está disponível à venda em

so_pria

Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

 

Está chegando!! Psicoaromaterapia e o sistema dos 13 aromas

11130252_1006213892741971_531665349779458483_n

Mais um curso que amo está chegando!

Psicoaromaterapia e o sistema dos 13 aromas com Lenira Santana.
Dias 25 e 26 de Abril. Faça logo sua inscrição neste link: http://www.pria.com.br/#!psicoaromaterapia/c13gp

Objetivos do Curso

• O objetivo da Psico-aromaterapia é aliviar, harmonizar e liberar sentimentos.
• Conscientizar na mudança de emoções e atitudes.
• Os estados emocionais, eventuais problemas ou predisposições físicas se revelam na preferência olfativa da pessoa.
• Quase sempre, a escolha olfativa do primeiro encontro, não se repete noutro, visto que, a vida não é estática, acontecem “transformações” e/ou o tratamento anterior deverá ter tido sucesso.
• O ser humano está sempre em busca do equilíbrio!
• O sistema é fácil de aprender e rápido de aplicar.
• Evita você cheirar um monte de aromas – somente treze.
• Revela o quadro geral da pessoa no plano físico e emocional e, em que emoção ou tipo de atitude, a pessoa “estagnou”;
• Simultaneamente, indica os óleos essenciais que vão ajudar a dissolver esta “estagnação.”
• Acrescenta-se, a isto, o estudo da “assinatura” das plantas das quais são extraídos os óleos: a maneira como a planta se apresenta, traduz o tipo de atitude que ela em nós desperta ou que ela nos ajuda a superar.
• No enfoque da Psico-aromaterapia são estudados 13 óleos essenciais e sua atuação nos estados emocionais.
• O conjunto destes 13 óleos forma o Sistema dos 13 Aromas, elaborado por um biólogo alemão (Gümbel, Ph.D.,Dietrich: Principles of holistis therapy withher balessences. –Editions Haug Internacional), e que consiste, num método conciso para fazer um check-up emocional / físico para saber com precisão o aroma que a pessoa está necessitando.
Baseia-se em:
• A ação desses 13 aromas cobre todos os órgãos e sistemas do organismo. É um resumo da ação de todos os aromas;
• O olfato faz a gente se apaixonar pelos aromas de cujos princípios ativos nosso corpo está precisando mais. O olfato é regido pelo cérebro, nosso computador central, que sabe tudo!
• O sistema é formado por seis pares de ação antagônico-complementares (yin/yang) + um coringa. Cada par checa / trata determinados órgãos, funções, chakras(e emoções associadas);
• Segundo a Medicina Chinesa, cada órgão corresponde a determinadas emoções.
• Uma vez evidenciado o tipo de problema, o terapeuta, se assim desejar, pode ir além dos treze óleos essenciais, e lançar mão de toda uma gama de outros aromas que tratam detalhes do mesmo assunto evidenciado.

Faça sua inscrição aqui: http://www.pria.com.br/#!psicoaromaterapia/c13gp

AZUL DE METILENO REDUZ EM 81% OS SINTOMAS DO DOENÇA DE ALZHEIMER

O corante usado até para tingir cabelos possui promissor uso na área médica em doenças cognitivas e tem sido alvo de estudos científicos interessantes.

Azul de metileno é um corante comum, hoje muito usado em shampoos e condicionadores “azuis” para retirar o tom “verde” dos cabelos adquirido após nadar em piscinas com cloro, e que também tem uso em aquários para tratar de micoses (pontos brancos) em peixes, além de micoses em humanos, como a onicomicose na unha.

Devido a suas propriedades de agente redutor, o azul de metileno é empregado como um medicamento para o tratamento de metemoglobinemia, que pode se originar da ingestão de determinados medicamentos ou feijões de fava. Basicamente, o azul de metileno age por reduzir o grupo heme da metemoglobina a hemoglobina.

Descobriu-se que o azul de metileno (metiltionínio), uma substância extremamente barata, utilizado sob a forma de cloreto, é um fármaco com forte potencial terapêutico no tratamendo do Alzheimer. Esta substância reduz os malefícios da proteína tau, que é produzida dentro das células nervosas cerebrais e demonstrou ser capaz de reduzir em mais de 80% a deteriorização mental em pacientes testados:

**** Alzheimer: Novo medicamento pode travar desenvolvimento da deterioração

Os doentes com Alzheimer tratados com um novo medicamento registaram menos 81 por cento de deterioração mental, segundo um estudo da Universidade escocesa de Aberdeen, apresentado na conferência internacional sobre Alzheimer, a decorrer em Chicago (Estados Unidos).

Em causa está a substância ativa cloreto de metiltioninium, que visa neutralizar as consequências da proteína denominada tau, formada dentro das células nervosas do cérebro e que debilita a concentração e a memória.

No próximo ano deverão ser realizados ensaios mais alargados, também para perceber se o medicamento poderá prevenir a doença.

Nos ensaios clínicos agora divulgados foram administradas várias doses do medicamento a pacientes com ligeiro a moderado grau de Alzheimer, enquanto um outro grupo tomava um placebo.

A dose de 60 miligramas foi a que registou melhores resultados: após 50 semanas houve uma diferença de sete pontos na escala para medir a gravidade da demência.

O Alzheimer afecta 24 milhões de pessoas em todo o mundo e, segundo a Organização Mundial de Saúde, vai duplicar a cada 20 anos.

Depressão e distúrbio bipolar

Além disso, foi observado excelente efeito do uso de azul de metileno em pessoas com ansiedade e depressão no distúrbio bipolar.

Obs.: O uso deste produto somente deve ser feito sob supervisão de um médico, pois indevidamente empregado pode ser tóxico.

Fabian Laszlo

Fontes das pesquisas:

Alzheimer
http://expresso.sapo.pt/alzheimer-novo-medicamento-pode-travar-desenvolvimento-da-deterioracao-estudo=f381915
http://pt.wikipedia.org/wiki/Azul_de_metileno
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/?term=methylene+blue+in+Alzheimer

Depressão e distúrbio bipolar
http://bipolarnews.org/?tag=methylene-blue

 

so_pria

Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

LAVANDIM DA PATAGÔNIA: O perfume relaxante da cordilheira dos Andes

LAVANDIM DA PATAGÔNIA O perfume relaxante da cordilheira dos Andes

O clima especial da Patagônia argentina favorece a floração de um dos lavandins mais aromáticos do mundo e que agora a Laszlo traz ao Brasil. Seu perfume é superior ao lavandim grosso originário da França, sendo de uma riqueza aromática única e contendo mais de 50% de linalol.

O linalol é um dos componentes ativos do óleo essencial de pau rosa e da lavanda verdadeira. É uma molécula calmante do sistema nervoso muito eficaz e que ameniza a insônia, reduz a ansiedade e tensão1,2,3,12 combate a depressão4, sendo inclusive um relaxante útil para grávidas5.

O linalol presente no lavandim também possui a capacidade de reduzir a pressão sanguínea alta6,7, e poderosa ação anti-fúngica, especialmente no tratamento da candidíase8. Também é uma substância ativa como analgésica e anti-inflamatória10,11.

Foi identificado também que este componente possui potencial benéfico na melhoria dos sintomas associados à menopausa13. Além disso, ele possui considerável potencial regenerador da pele e anti-oxidante9, ajudando na prevenção do envelhecimento precoce.

No emocional, o óleo de lavandim traz uma profunda sensação de paz e tranquilidade. Desperta a paciência e tolerância, e alivia estados de stress.

Cromatografia:

E-β-ocimeno 7.4%
1,8-cineol + Z-β-ocimeno 5.1%
linalol 53.4%
cânfora 5.7%
Isoborneol + borneol 4.3%
4-terpineol 6.9%
Acetato de linalila 5.6%
Acetato de lavandulila 1.2%
E-β-farneseno 2.8%
Germacreno-D 0.5%

Este óleo você encontra na

so_pria
Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

Referências (texto: Fabian Laszlo):

1. Elisabetsky E, Marschner J, Souza DO. Effects of Linalool on glutamatergic system in the rat cerebral cortex. Neurochem Res. 1995 Apr;20(4):461-5.
2. Cline M, Taylor JE, Flores J, Bracken S, McCall S, Ceremuga TE. Investigation of the anxiolytic effects of linalool, a lavender extract, in the male Sprague-Dawley rat. AANA J. 2008 Feb;76(1):47-52.
3. Linck VM, et al. Effects of inhaled Linalool in anxiety, social interaction and aggressive behavior in mice. Phytomedicine. 2010 Jul;17(8-9):679-83.
4. Guzmán-Gutiérrez SL, et al. Antidepressant activity of Litsea glaucescens essential oil: identification of β-pinene and linalool as active principles. J Ethnopharmacol. 2012 Sep 28;143(2):673-9.
5. Igarashi T. Physical and psychologic effects of aromatherapy inhalation on pregnant women: a randomized controlled trial. J Altern Complement Med. 2013 Oct;19(10):805-10.
6. Heuberger E, Redhammer S, Buchbauer G. Transdermal absorption of (-)-linalool induces autonomic deactivation but has no impact on ratings of well-being in humans. Neuropsychopharmacology. 2004 Oct;29(10):1925-32.
7. Tanida M, Niijima A, Shen J, Nakamura T, Nagai K. Olfactory stimulation with scent of lavender oil affects autonomic neurotransmission and blood pressure in rats. Neurosci Lett. 2006 May 1;398(1-2):155-60. Epub 2006 Jan 25.
8. D’Auria FD, Tecca M, Strippoli V, Salvatore G, Battinelli L, Mazzanti G. Antifungal activity of Lavandula angustifolia essential oil against Candida albicans yeast and mycelial form. Med Mycol. 2005 Aug;43(5):391-6.
9. Celik S, Ozkaya A. Effects of intraperitoneally administered lipoic acid, vitamin E, and linalool on the level of total lipid and fatty acids in guinea pig brain with oxidative stress induced by H2O2. J Biochem Mol Biol. 2002 Nov 30;35(6):547-52.
10. Peana AT, D’Aquila PS, Panin F, Serra G, Pippia P, Moretti MD. Anti-inflammatory activity of linalool and linalyl acetate constituents of essential oils. Phytomedicine. 2002 Dec;9(8):721-6.
11. Peana AT, Marzocco S, Popolo A, Pinto A. (-)-Linalool inhibits in vitro NO formation: Probable involvement in the antinociceptive activity of this monoterpene compound. Life Sci. 2006 Jan 11;78(7):719-23. Epub 2005 Aug
12. Baldinger P, et al. Effects of Silexan on the Serotonin-1A Receptor and Microstructure of the Human Brain: A Randomized, Placebo-Controlled, Double-Blind, Cross-Over Study with Molecular and Structural Neuroimaging. Int J Neuropsychopharmacol. 2014 Oct 31. pii: pyu063.
13. Yamada K, Mimaki Y, Sashida Y. Effects of inhaling the vapor of Lavandula burnatii super-derived essential oil and linalool on plasma adrenocorticotropic hormone (ACTH), catecholamine and gonadotropin levels in experimental menopausal female rats. Biol Pharm Bull. 2005 Feb;28(2):378-9.

 

Estudo Inovador Revela que Extrato de Cúrcuma é Superior ao Prozac para a Depressão

Depois de mostrar ser uma potencial cura para o HPV e como um tratamento contra o câncer, um estudo recente mostra que uma substância chamada curcumina, presente na planta Cúrcuma (também conhecida como açafrão-da-terra ou tumérico), é segura e eficaz no tratamento de estados graves de depressão, mesmo quando comparada com o Prozac, uma droga amplamente prescrita e considerada eficaz no tratamento da depressão grave, mas com perigosos efeitos colaterais, inexistentes no uso da curcumina.

Um novo estudo publicado na revista Phytotherapy Research confirmou pela primeira vez em um ensaio clínico randomizado e controlado que o polifenol primário na cúrcuma conhecido como curcumina é seguro e eficaz no tratamento de estados graves de depressão.

Os resultados foram relatados como se segue:

Observou-se que a curcumina foi bem tolerada por todos os pacientes. A proporção de indivíduos que responderam como medida pela escala de HAM-D17 foi maior no grupo combinado (77,8%) do que no grupo da fluoxetina [Prozac] (64,7%) e o grupo de curcumina (62,5%), no entanto, estes dados não foram estatisticamente significativos (P = 0,58). Curiosamente, a alteração média na pontuação HAM-D17 ao fim de seis semanas, foi comparável em todos os três grupos (P = 0,77). Este estudo fornece primeira evidência clínica de que a curcumina pode ser usada como uma modalidade eficaz e segura para o tratamento de pacientes com TDM sem ideação suicida concomitante ou outros transtornos psicóticos.

A curcumina, é claro, é extremamente segura, conforme um estudo fase 1 de segurança de 2010 constatando que doses orais tão elevadas quanto 8 gramas por dia foram bem toleradas. A fluoxetina, por outro lado, é altamente controversa, devido à sua bem conhecida toxicidade e sua longa lista de efeitos colaterais, que incluem a ideação suicida (não é um efeito colateral bom para alguém já deprimido!).

Há também uma ampla gama de benefícios secundários adicionais que vêm com o uso de curcumina, incluindo suas poderosas propriedades neuroprotetoras.

http://www.noticiasnaturais.com/2015/01/estudo-inovador-revela-que-extrato-de-curcuma-e-superior-a-prozac-para-depressao/

Uma fonte riquíssima e altamente concentrada de curcumina é o absoluto obtido do turmérico (Curcuma longa).

so_pria
Sua saúde natural!
www.pria.com.br

Pare de revirar na cama quando for dormir! Durma mais rápido com essa receita.

sleep

 

Se você gosta de um lanchinho da noite, escolher alimentos que te acalmam e evitar aqueles que te mantêm acordado, lhe ajudará a ter uma boa noite de sono. O que deve ser evitado são lanches doces que criam picos de açúcar e isso é o oposto do que você precisa nessa hora do dia.

Aqui vai a receita de um cocktail com ingredientes potentes que lhe ajudarão na sonolência de diversas maneiras. O Cálcio do leite tem um efeito calmante no sistema nervoso central e a lactose libera endorfinas. Ele também é rico no amino ácido triptofano que é transformado pelo corpo em serotonina, um neurotransmissor que (além de outras coisas) regula o relógio interno. A camomila e valeriana são ervas relaxantes. A camomila acalma o sistema nervoso central. A valeriana tem a ação extra de ser um relaxante muscular.

Cocktail Boa Noite

Ingredientes

1 1/2 (xícara) de leite orgânico ou leite de coco ou leite de amêndoas
1 saquinho de chá de camomila
2 (colheres de chá) de cacau em pó (não usar chocolate em pó, mas o cacau puro)
20 gotas de tintura de valeriana ou 5 gotas de óleo essencial de valeriana

Como fazer

1. Aqueça o leite, adicione o saquinho de chá e deixe infuso por 8–10 minutos, para fazer um leite infuso de camomila.

2. Coloque o cacau em pó numa caneca e mixture com um poquinho de água para gazer uma pasta espessa.

3. Adicione a valeriana na caneca e despeje por cima o leite de camomila, misturando tudo muito bem .

4. Beba 10 minutos antes de ir para a cama.

Fonte: Organic Health

Agora algumas observações minhas. Ultimamente tenho recebido inúmeras queixas de pessoas que não dormem bem, acordam durante a noite, têm insônia. Enfim, relaxar parece ser um problema generalizado. Eu mesma já passei por fazer assim.

Então vão algumas considerações a ser observadas:

A insônia começa ao longo do dia e se manifesta à noite. Ter um dia absurdamente estressado e esperar um noite de sono feliz parece ser incongruente. Assim, mesmo que seu trabalho seja estressante, faça pequenas pausas para relaxar. A pausa pode ser pequena mesmo como uns 10 min. Mas leve esta pausa a sério. Parar por 10 min e ficar esse período com a mente elouquecida com os problemas, é o mesmo que não parar.

Para ajudar, use uma sinergia de óleos essenciais de camomila romana, espruce e lavanda. Aplique esta sinergia nos pulsos e na nuca. Essa sinergia é bastante relaxante e ajuda a desascelerar um pouco.

Ao longo do dia tome bebidas que sejam vasodilatadoras. Quando o calibre das veias aumenta, a pressão arterial cai e isso ajuda a relaxar.

Antes do dormir evite atividades que deixem agitado. Sabe quando a gente evita brincar com os bebês à noite para que eles não fiquem agitados antes de dormir? Pois é, isso vale para os adultos também. Perto da hora do sono mude completamente o rítmo, como se fosse uma ritual pré-sono. Converse de forma mais suave, não ouça músicas altas e agitadas. Fale em um tom mais baixo. Ler livros e outras atividades tranquilas também ajudam o cérebro a mudar o foco e ir se preparando para relaxar.

Pode parecer incrível mas algumas pessoas antigamente descansavam antes de dormir. Uma vez estávamos na casa de um amigo e a avó dele foi deitar durante a tarde (ela tirava uma soneca todas as tardes). A porta estava aberta e eu vi que ela estava deitada mas não estava dormindo. Falei isso para o amigo, que a avó dele só estava deitada. Para minha surpresa ele disse que ela descansava antes do dormir. Achei aquilo tão incrível e sem sentido que fui saber mais. Assim descobri que várias pessoas têm esse hábito de simplesmente deitar por um tempo sem o compromisso do sono, apenas descansando antes de dormir. É claro que quis testar a teoria e um dia fui descansar antes de dormir. Como a minha mente estava agitada, fiquei ali deitada tentando relaxar, contando números, prestando a atenção na minha respiração… essas coisas. De repente eu tinha dormido! Foi bem surpreendente o resultado. Assim, descobri que somente ir se deitar no momento em que se quer dormir, não é uma boa idéia. O melhor mesmo é se deitar um pouco antes para ir se desconectando das atividades do dia. Fica aí a dica: descanse antes do sono.

Outros detalhes: telas azuis como televisão, computador, tablet, etc são inimigas do sono. Melhor um livro.

Luz acesa pode não te atrapalhar a pegar no sono mas te atrapalha ao longo do sono não permitindo um descanso profundo (além de atrapalhar a produção de melatonina). Melhor um quarto escuro.

Usar aquela sinergia de camomila, espruce e lavanda quando se deitar é muito relaxante. pingue algumas gotas no travesseiro, passe nos pulsos e, caso tenha alguém para te ajudar, passe ao longo da coluna até ser absorvido pela pele.

Bom, é isso. Ficam aí minhas dicas e essa receita. Deixe seu comentário contando como foi a experiência para você.

Beijos a todos!

http://www.pria.com.br