LAVANDIM DA PATAGÔNIA: O perfume relaxante da cordilheira dos Andes

LAVANDIM DA PATAGÔNIA O perfume relaxante da cordilheira dos Andes

O clima especial da Patagônia argentina favorece a floração de um dos lavandins mais aromáticos do mundo e que agora a Laszlo traz ao Brasil. Seu perfume é superior ao lavandim grosso originário da França, sendo de uma riqueza aromática única e contendo mais de 50% de linalol.

O linalol é um dos componentes ativos do óleo essencial de pau rosa e da lavanda verdadeira. É uma molécula calmante do sistema nervoso muito eficaz e que ameniza a insônia, reduz a ansiedade e tensão1,2,3,12 combate a depressão4, sendo inclusive um relaxante útil para grávidas5.

O linalol presente no lavandim também possui a capacidade de reduzir a pressão sanguínea alta6,7, e poderosa ação anti-fúngica, especialmente no tratamento da candidíase8. Também é uma substância ativa como analgésica e anti-inflamatória10,11.

Foi identificado também que este componente possui potencial benéfico na melhoria dos sintomas associados à menopausa13. Além disso, ele possui considerável potencial regenerador da pele e anti-oxidante9, ajudando na prevenção do envelhecimento precoce.

No emocional, o óleo de lavandim traz uma profunda sensação de paz e tranquilidade. Desperta a paciência e tolerância, e alivia estados de stress.

Cromatografia:

E-β-ocimeno 7.4%
1,8-cineol + Z-β-ocimeno 5.1%
linalol 53.4%
cânfora 5.7%
Isoborneol + borneol 4.3%
4-terpineol 6.9%
Acetato de linalila 5.6%
Acetato de lavandulila 1.2%
E-β-farneseno 2.8%
Germacreno-D 0.5%

Este óleo você encontra na

so_pria
Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

Referências (texto: Fabian Laszlo):

1. Elisabetsky E, Marschner J, Souza DO. Effects of Linalool on glutamatergic system in the rat cerebral cortex. Neurochem Res. 1995 Apr;20(4):461-5.
2. Cline M, Taylor JE, Flores J, Bracken S, McCall S, Ceremuga TE. Investigation of the anxiolytic effects of linalool, a lavender extract, in the male Sprague-Dawley rat. AANA J. 2008 Feb;76(1):47-52.
3. Linck VM, et al. Effects of inhaled Linalool in anxiety, social interaction and aggressive behavior in mice. Phytomedicine. 2010 Jul;17(8-9):679-83.
4. Guzmán-Gutiérrez SL, et al. Antidepressant activity of Litsea glaucescens essential oil: identification of β-pinene and linalool as active principles. J Ethnopharmacol. 2012 Sep 28;143(2):673-9.
5. Igarashi T. Physical and psychologic effects of aromatherapy inhalation on pregnant women: a randomized controlled trial. J Altern Complement Med. 2013 Oct;19(10):805-10.
6. Heuberger E, Redhammer S, Buchbauer G. Transdermal absorption of (-)-linalool induces autonomic deactivation but has no impact on ratings of well-being in humans. Neuropsychopharmacology. 2004 Oct;29(10):1925-32.
7. Tanida M, Niijima A, Shen J, Nakamura T, Nagai K. Olfactory stimulation with scent of lavender oil affects autonomic neurotransmission and blood pressure in rats. Neurosci Lett. 2006 May 1;398(1-2):155-60. Epub 2006 Jan 25.
8. D’Auria FD, Tecca M, Strippoli V, Salvatore G, Battinelli L, Mazzanti G. Antifungal activity of Lavandula angustifolia essential oil against Candida albicans yeast and mycelial form. Med Mycol. 2005 Aug;43(5):391-6.
9. Celik S, Ozkaya A. Effects of intraperitoneally administered lipoic acid, vitamin E, and linalool on the level of total lipid and fatty acids in guinea pig brain with oxidative stress induced by H2O2. J Biochem Mol Biol. 2002 Nov 30;35(6):547-52.
10. Peana AT, D’Aquila PS, Panin F, Serra G, Pippia P, Moretti MD. Anti-inflammatory activity of linalool and linalyl acetate constituents of essential oils. Phytomedicine. 2002 Dec;9(8):721-6.
11. Peana AT, Marzocco S, Popolo A, Pinto A. (-)-Linalool inhibits in vitro NO formation: Probable involvement in the antinociceptive activity of this monoterpene compound. Life Sci. 2006 Jan 11;78(7):719-23. Epub 2005 Aug
12. Baldinger P, et al. Effects of Silexan on the Serotonin-1A Receptor and Microstructure of the Human Brain: A Randomized, Placebo-Controlled, Double-Blind, Cross-Over Study with Molecular and Structural Neuroimaging. Int J Neuropsychopharmacol. 2014 Oct 31. pii: pyu063.
13. Yamada K, Mimaki Y, Sashida Y. Effects of inhaling the vapor of Lavandula burnatii super-derived essential oil and linalool on plasma adrenocorticotropic hormone (ACTH), catecholamine and gonadotropin levels in experimental menopausal female rats. Biol Pharm Bull. 2005 Feb;28(2):378-9.

 

Anúncios

Pare de revirar na cama quando for dormir! Durma mais rápido com essa receita.

sleep

 

Se você gosta de um lanchinho da noite, escolher alimentos que te acalmam e evitar aqueles que te mantêm acordado, lhe ajudará a ter uma boa noite de sono. O que deve ser evitado são lanches doces que criam picos de açúcar e isso é o oposto do que você precisa nessa hora do dia.

Aqui vai a receita de um cocktail com ingredientes potentes que lhe ajudarão na sonolência de diversas maneiras. O Cálcio do leite tem um efeito calmante no sistema nervoso central e a lactose libera endorfinas. Ele também é rico no amino ácido triptofano que é transformado pelo corpo em serotonina, um neurotransmissor que (além de outras coisas) regula o relógio interno. A camomila e valeriana são ervas relaxantes. A camomila acalma o sistema nervoso central. A valeriana tem a ação extra de ser um relaxante muscular.

Cocktail Boa Noite

Ingredientes

1 1/2 (xícara) de leite orgânico ou leite de coco ou leite de amêndoas
1 saquinho de chá de camomila
2 (colheres de chá) de cacau em pó (não usar chocolate em pó, mas o cacau puro)
20 gotas de tintura de valeriana ou 5 gotas de óleo essencial de valeriana

Como fazer

1. Aqueça o leite, adicione o saquinho de chá e deixe infuso por 8–10 minutos, para fazer um leite infuso de camomila.

2. Coloque o cacau em pó numa caneca e mixture com um poquinho de água para gazer uma pasta espessa.

3. Adicione a valeriana na caneca e despeje por cima o leite de camomila, misturando tudo muito bem .

4. Beba 10 minutos antes de ir para a cama.

Fonte: Organic Health

Agora algumas observações minhas. Ultimamente tenho recebido inúmeras queixas de pessoas que não dormem bem, acordam durante a noite, têm insônia. Enfim, relaxar parece ser um problema generalizado. Eu mesma já passei por fazer assim.

Então vão algumas considerações a ser observadas:

A insônia começa ao longo do dia e se manifesta à noite. Ter um dia absurdamente estressado e esperar um noite de sono feliz parece ser incongruente. Assim, mesmo que seu trabalho seja estressante, faça pequenas pausas para relaxar. A pausa pode ser pequena mesmo como uns 10 min. Mas leve esta pausa a sério. Parar por 10 min e ficar esse período com a mente elouquecida com os problemas, é o mesmo que não parar.

Para ajudar, use uma sinergia de óleos essenciais de camomila romana, espruce e lavanda. Aplique esta sinergia nos pulsos e na nuca. Essa sinergia é bastante relaxante e ajuda a desascelerar um pouco.

Ao longo do dia tome bebidas que sejam vasodilatadoras. Quando o calibre das veias aumenta, a pressão arterial cai e isso ajuda a relaxar.

Antes do dormir evite atividades que deixem agitado. Sabe quando a gente evita brincar com os bebês à noite para que eles não fiquem agitados antes de dormir? Pois é, isso vale para os adultos também. Perto da hora do sono mude completamente o rítmo, como se fosse uma ritual pré-sono. Converse de forma mais suave, não ouça músicas altas e agitadas. Fale em um tom mais baixo. Ler livros e outras atividades tranquilas também ajudam o cérebro a mudar o foco e ir se preparando para relaxar.

Pode parecer incrível mas algumas pessoas antigamente descansavam antes de dormir. Uma vez estávamos na casa de um amigo e a avó dele foi deitar durante a tarde (ela tirava uma soneca todas as tardes). A porta estava aberta e eu vi que ela estava deitada mas não estava dormindo. Falei isso para o amigo, que a avó dele só estava deitada. Para minha surpresa ele disse que ela descansava antes do dormir. Achei aquilo tão incrível e sem sentido que fui saber mais. Assim descobri que várias pessoas têm esse hábito de simplesmente deitar por um tempo sem o compromisso do sono, apenas descansando antes de dormir. É claro que quis testar a teoria e um dia fui descansar antes de dormir. Como a minha mente estava agitada, fiquei ali deitada tentando relaxar, contando números, prestando a atenção na minha respiração… essas coisas. De repente eu tinha dormido! Foi bem surpreendente o resultado. Assim, descobri que somente ir se deitar no momento em que se quer dormir, não é uma boa idéia. O melhor mesmo é se deitar um pouco antes para ir se desconectando das atividades do dia. Fica aí a dica: descanse antes do sono.

Outros detalhes: telas azuis como televisão, computador, tablet, etc são inimigas do sono. Melhor um livro.

Luz acesa pode não te atrapalhar a pegar no sono mas te atrapalha ao longo do sono não permitindo um descanso profundo (além de atrapalhar a produção de melatonina). Melhor um quarto escuro.

Usar aquela sinergia de camomila, espruce e lavanda quando se deitar é muito relaxante. pingue algumas gotas no travesseiro, passe nos pulsos e, caso tenha alguém para te ajudar, passe ao longo da coluna até ser absorvido pela pele.

Bom, é isso. Ficam aí minhas dicas e essa receita. Deixe seu comentário contando como foi a experiência para você.

Beijos a todos!

http://www.pria.com.br

ÓLEO ESSENCIAL DE CAMARÁ, BOM PARA SONHOS

10444640_651925671545048_5808376555315147578_n

ÓLEO ESSENCIAL DE CAMARÁ, BOM PARA SONHOS – Óleo essencial já disponível na PRIA

Resolvi escrever para contar uma experiência bem diferente que meu marido e eu estamos tendo com o OE de camará (L. camara).

Descobrimos há um tempo que os pernilongos detestam o cheiro de tea tree (M. alternifolia), e colocar de 10 a 12 gotas no difusor de tomada nos garante uma noite tranquila. Semana passada faltou o tea tree e resolvi usar o óleo de camará (por pura falta de outro, intuição, sei lá).

Na primeira noite, tivemos sonhos bem interessantes, onde estávamos em grupos de estudo ou trabalho, e acordei com o coração em êxtase, foi a melhor sensação! Ficamos um tempão contando os sonhos, que vieram com bastante detalhes. Neste dia o clima em casa ficou melhor que o usual, reparei uma predisposição de ambos para fazer coisas juntos, conversa suave e mais união.

E o que poderia ter sido apenas uma boa noite de sono se repetiu no dia seguinte, e no outro também!! Sonhos nítidos, sempre em grupos, sensação boa de aprendizado, de reencontro, conexões! Acordamos e lá se vão vários minutos na cama relatando o que aconteceu. Reparei que a saudade um do outro se acentuou durante o dia e ficamos com vontade de estar logo em casa.

Lá pelo quinto dia chegamos à conclusão de que o óleo devia estar causando isso, até porque anteontem consegui o tea tree e a noite foi bem diferente. Ontem mesmo já voltamos com o camará e estamos achando tudo isso um barato! Se alguém quiser tentar, depois compartilha, tá?
Ah, e claro, preciso dizer que o quarto fica com um cheiro exótico, mas logo o olfato se acostuma! E vale a pena!
E quanto aos pernilongos…. bom, tivemos que matar um ou outro… o tea tree ainda é o vencedor!

Grata,

C.M. – Outubro/2013

—————————————————–

Esta é uma planta que nasce espontaneamente em zonas geopáticas (áreas de intensa radiação geomagnética). Geralmente plantas que sobrevivem nestes locais sofridos do planeta, possuem uma potente força vital de reparação celular, que se manifesta em seu óleo essencial. O camará possui folhas ásperas e secas, com intuito de defesa, retenção hídrica e proteção. Ao mesmo tempo, conquista e seduz abelhas com suas lindas e românticas flores multicoloridas e perfumadas. Possui o poder de domínio em grupo, pois onde cresce tende a se sobrepor a outras plantas, ampliando-se grupalmente sobre toda a área.

É um óleo que associa propriedades úteis em cólicas, dores e inflamações1-7. É um potente regenerador celular, cicatrizante (queimaduras e cortes)5 e rejuvenescedor quando empregado em cosméticos.

Como nos florais de Minas, onde é chamado de “Lantana”, a energia do camará de expansão grupal pode ser aproveitada diluíndo (1-2%) do óleo em álcool borrifando-o sobre o local. Na oligoaromaterapia ele também pode ser empregado visando os mesmos efeitos no campo sutil. Uma boa dica é associar no borrifador ylang ylang, tangerina e camará, o que cria um perfeito sinergismo para a harmonia de grupos, trabalhando motivação, alegria, o pensar no outro, abertura, vontade de crescimento e flexibilidade. Sobre o camará temos: “Apropriado para a harmonização de grupos humanos reunidos em assembléias, congressos, locais de trabalho, escolas, hospitais, casas de detenção, creches, asilos, retiros, meditações, viagens, festas, simpósios e quadras de diversão em geral; para as situações que exigem a necessidade de equilíbrio entre as manifestações individual e coletiva, entre o saber ouvir e saber falar, ou quando o propósito grupal necessita de elevação em seu padrão vibratório. Ajuda a pessoa a captar em maior profundidade a psique do outro, criando assim um plano de maior entendimento mútuo.”

O compostos majoritários do óleo, possuem as propriedades:
beta-pineno + Sabineno 25% (solventes e úteis na drenagem linfática e problemas circulatórios)
1,8 cineol 8% (levemente expectorante)
beta cariofileno 14% (antiinflamatório, analgésico e cicatrizante)
alfa-humuleno 6% (antiinflamatório e cicatrizante – princípio ativo que na erva-balleira está em 2%!)
biciclogermacreno 2% (composto raro, citado pelo Dr. Penoel, médico frânces, como uma substância que inalada ajuda a harmonizar os hemisférios cerebrais)
(+)-Davanona 10% (antiespasmodico e antifúngico)

O camará é uma planta tóxica na fitoterapia, devido à presença de triterpenóides (lantadenos) que contudo não são destiláveis (por conterem mais de 20 carbonos) e não existem no óleo essencial, o que torna-o um produto seguro.

Textos: Fabian Laszlo

Estoque limitado, reserve o seu.

COMPOSIÇÃO (óleo essencial Lantana camara Laszlo – origem: Madagascar):

alfa-tuieno………………………..0.462411141
alfa-pinene…………………………6.779671917
canfeno…………………………….2.527290189
beta-pineno + Sabineno………………..25.0486508
beta-mirceno…………………………1.796479073
delta-3-careno……………………….0.62276512
alfa-terpineno………………………3.878508279
Limoneno…………………………….0.853863502
1,8 cineol………………………….8.962243927
Cis-beta-ocimeno……………………..0.196583688
gamma-terpineno………………………0.477417529
terpinoleno………………………….0.380733512
linalol……………………………..3.008566504
terpinen-4-ol……………………..0.524794841
alfa-terpineol………………………0.772185873
alfa-copaeno………………………..0.410103158
beta-selineno………………………..1.323134706
beta cariofileno……………………14.44815078
aromadendreno………………………..1.127837279
alfa-humuleno……………………….6.63689685
germacreno-D…………………………1.651560236
biciclogermacreno…………………….2.073025374
(+)-Davanona…………………………10.13938791

Referências:

1. Morrison KC, Litz JP, Scherpelz KP, Dossa PD, Vosburg DA. A concise, biomimetic total synthesis of (+)-davanone. Org Lett. 2009 May 21;11(10):2217-8.
2. Basile, A. C., et al. “Anti-inflammatory activity of oleoresin from Brazilian Copaifera.” J. Ethnopharmacol. 1988; 22: 101–9.
3. Tambe Y, Tsujiuchi H, Honda G, Ikeshiro Y, Tanaka S.,”Gastric cytoprotection of the non-steroidal anti-inflammatory sesquiterpene, beta-caryophyllene”. Planta Med. (1996), 62(5), 469-70.
4. Gomes NM, Rezende CM, Fontes SP, Matheus ME, Fernandes PD. Antinociceptive activity of Amazonian Copaiba oils. J Ethnopharmacol. 2007 Feb 12;109(3):486-92. Epub 2006 Aug 26.
5. Paiva LA, de Alencar Cunha KM, Santos FA, Gramosa NV, Silveira ER, Rao VS. Investigation on the wound healing activity of oleo-resin from Copaifera langsdorffi in rats.Phytother Res. 2002 Dec;16(8):737-9.
6. Roldão Ede F, Witaicenis A, Seito LN, Hiruma-Lima CA, Di Stasi LC. Evaluation of the antiulcerogenic and analgesic activities of Cordia verbenacea DC. (Boraginaceae). J Ethnopharmacol. 2008 Sep 2;119(1):94-8. Epub 2008 Jun 6.
7. Fernandes ES, Passos GF, Medeiros R, da Cunha FM, Ferreira J, Campos MM, Pianowski LF, Calixto JB. Anti-inflammatory effects of compounds alpha-humulene and (-)-trans-caryophyllene isolated from the essential oil of Cordia verbenacea. Eur J Pharmacol. 2007 Aug 27;569(3):228-36. Epub 2007 May 22.

Este óleo essencial você encontra na

PRIA
www.pria.com.br