ÓLEO DE LARANJA REDUZ ANSIEDADE DURANTE TRABALHO DE PARTO

12523000_963733897030889_5466634975857492368_n

O trabalho de parto é um momento extremamente estressante para a mulher e meios naturais que possam reduzir a ansiedade são muito positivos neste momento. E um estudo recentemente publicado numa revista de enfermagem do Irã, mostrou que o óleo essencial de laranja pode ser muito útil neste momento.

Durante a pesquisa clínica que envolveu 100 mulheres, dois grupos foram separados, aquele que utilizou via difusor ambiental o óleo de laranja e o grupo controle que utilizou apenas água destilada. Apesar de ambos os grupos terem uma redução psicológica da ansiedade após a intervenção, a redução da ansiedade foi maior no grupo que utilizou o óleo de laranja.

O estudo concluiu considerando que o óleo de laranja é uma opção barata, segura e agradável ao uso por mulheres durante o trabalho de parto, através de difusores de ambiente, para o alívio da ensiedade.

Fábián László
Cientista aromatólogo

Referência: Rashidi-Fakari F, Tabatabaeichehr M, Mortazavi H. The effect of aromatherapy by essential oil of orange on anxiety during labor: A randomized clinical trial. Iran J Nurs Midwifery Res. 2015 Nov-Dec;20(6):661-4.

Leia mais sobre óleos essenciais durante o parto e gravidez, artigo de André Ferraz:
http://laszlo.ind.br/campanhas/OLEOS_ESSENCIAIS_NA_GESTAÇÃO_Andre_Ferraz.pdf

Óleo essencial de laranja você encontra na

 

so_pria

Sua Saúde Natural

!www.pria.com.br

Imagem (parto humanizado): http://womansplaining.com.br/parto-humanizado-e-o-servico-de-doulas-desmistificando/

ÓLEO DE ALCARÁVIA AUMENTA HORMÔNIO DA TIREÓIDE

12509327_956222641115348_2041983461893607159_n.jpg

A alcarávia (Carum carvi), chamada em inglês de caraway, possui um óleo obtido de suas sementes e rico no componente carvona, uma cetona de ação calmante e sedativa. É conhecido por ter propriedades digestivas e estrogênicas (muito parecidas com as do funcho). É usada no alívio de cólicas intestinais e menstruais por ser antiespasmódica.

Uma pesquisa de 2010 mostrou que o uso prolongado de extrato da alcarávia em altas doses, pode ocasionar hipertiroidismo com aumento do T3, T4 e diminuição do TSH. Os cientistas ainda não descobriram exatamente o mecanismo que causa este efeito, mas suspeita-se que o componente carvona, presente em alta concentração no óleo essencial, seja o responsável por este efeito. Desta forma, o óleo essencial de alcarávia mostra-se como tendo potencial terapêutico auxiliar no hipotireoidismo, mas é definitivamente contra-indicado em casos de hipertireoidismo, pois pode agravar o quadro. A dosagem correta para tratamento de distúrbios da tireóide não é conhecida ainda, mas é possível que algum efeito positivo se tenha com inalações e outras formas de uso. Futuras pesquisas são necessárias neste sentido.

Vale ressaltar que o óleo de alcarávia não substitui o hormônio da tireóide em quem faz reposição hormonal. Se você tem algum problema de saúde, oriente-se com seu médico.

Autor:Fabian LaszloCientista aromatólogo

Referência:Dehghani, F. et al. Effect of hydroalcoholic extract of caraway on thyroid gland structure and hormones in female rat. Iranian Journal of Veterinary Research, Shiraz University, Vol. 11, No. 4, Ser. No. 33, 2010

Outro artigo relevante: TIREOIDE E ÓLEOS ESSENCIAIShttps://www.facebook.com/laszlobrasil/photos/a.209468372457449.46847.208799552524331/604235052980777/?type=1&theater

Este óleo essencial você encontra na

so_pria

Sua Saúde Natural!

www.pria.com.br

 

ÓLEO DE CANELA AUMENTA EFICÁCIA DO ANTIBIÓTICO CLINDAMICINA SEGUNDO ESTUDO

12507247_957388500998762_2368978848227451468_n.jpg

A clostridium difficile é uma bactéria que está naturalmente presente na flora intestinal de cerca de 3% dos adultos e 66% das crianças.

Esta bactéria não causa problemas a pessoas saudáveis, contudo, alguns antibióticos utilizados para tratar outros problemas de saúde podem interferir com o equilíbrio das “bactérias boas” da flora intestinal. Quando isto acontece, aclostridium difficile pode multiplicar-se e causar sintomas como diarreias e febre.

Como estas infecções são geralmente causadas por antibióticos, a maioria dos casos ocorre num ambiente de cuidados de saúde, no hospital, por exemplo.

Os sintomas da infecção incluem diarreia ligeira a severa, fezes com sangue, febre e cãibras no estômago. Estes sintomas são normalmente causados por colites (inflamação do revestimento do intestino grosso). Em casos raros, esta bactéria pode causar uma infecção no revestimento das paredes do abdómen (peritonite), septicemia e perfuração do cólon.

Por conseguinte, tem havido um interesse crescente na utilização de inibidores de resistência a antibióticos para uso em terapia de combinação.

Antibióticos como a clindamicina, perturbam a flora intestinal e falham na inibição do crescimento de outros microrganismos, podendo permitir a proliferação do Clostridium difficile e a elaboração de exotoxina.

O óleo essencial das cascas da canela do Ceilão (Cinnamomum zeylanicum = verum) reforçou a atividade bactericida da clindamicina e diminuiu a concentração inibitória mínima da clindamicina necessária para uma estirpe toxigénica do C. difficile.

Isso mostra uma sinergia do óleo essencial de canela com o antibiótico clindamicina com o aumento de sua eficácia antibiótica. Mais estudos são necessários para o aproveitamento desta descoberta no tratamento da saúde humana.

Autor:Fabian LaszloCientista aromatólogo

Referência: Shahverdi AR et al. Trans-cinnamaldehyde from Cinnamomum zeylanicum bark essential oil reduces the clindamycin resistance of Clostridium difficile in vitro. J Food Sci. 2007 Jan;72(1):S055-8.

Este óleo essencial você encontra aqui

Obs.: A Pria não comercializa medicamentos. As informações aqui presentes são meramente ilustrativas e advindas de fontes referenciadas. Em caso de doença, oriente-se com seu médico.

so_pria

Sua Saúde Natural!

www.pria.com.br

 

SINERGIAS DOS CHAKRAS LASZLO

O conhecimento a cerca dos chakras vem da Índia de um período datado de mais de 10.000 anos atrás. Naquela época era utilizado este conhecimento com a intenção de tratar doenças e através de exercícios de yoga, alcançar a evolução espiritual. Chakras são centros de energia eletromagnética presentes em nosso corpo. A palavra chakra vêm do sânscrito, antiga língua da Índia, e significa roda. Os chakras são formados a partir do contínuo fluxo de energia elétrica que flui pelos plexos nervosos e que estimula as fibras de colágeno (fáscia) nestas áreas a gerar campos eletromagnéticos. As fibras de colágeno são compostas por cristais líquidos de proteínas com propriedades piezelétricas que respondem à eletricidade gerando eletromagnetismo. São de extrema importância para nossa saúde, pois estes campos eletromagnéticos influenciam positivamente no funcionamento de órgãos, glândulas e tecidos em sua proximidade, mantendo a nossa saúde. Quando saudáveis, estes campos pulsam frequências harmônicas. Quando em desequilíbrio, tendem a ocasionar mau funcionamento dos órgãos em sua proximidade e ocasionam doenças.Os chakras podem ser harmonizados e desbloqueados pelo uso de terapias energéticas como o reiki, acupuntura, radiestesia, cristais, massagem, musicaterapia, cromaterapia e aromaterapia.A Laszlo Aromaterapia traz neste kit uma combinação perfeita de óleos essenciais especialmente selecionados para estimular estas áreas do corpo a pulsarem sua energia de forma natural.

Estas sinergias você encontra aqui: Sinergias Chakras Laszlo

VEJA MAIORES INFORMAÇÕES: http://laszlo.ind.br/campanhas/chakras-folder-LASZLO.pdf

Você pode empregar os óleos de alguma das seguintes formas:

1. Pingue três gotas do óleo do chakra que você pretende equilibrar na palma de sua mão. Esfregue uma contra a outra. Depois coloque sua mão no corpo da pessoa na área onde se localiza o chakra a ser harmonizado. Energize com alguma técnica de imposição de mãos como reiki por cerca de 5 minutos. Esta técnica é para utilizar se você for precisar harmonizar somente um chakra.

2. Pingue sobre a região do chakra no corpo da pessoa uma ou duas gotas do óleo e com a ponta dos dedos massageie fazendo movimentos em sentido horário por cerca de 30 a 60 segundos. Limpe a ponta dos seus dedos com álcool ou um pano antes de passar para o chakra seguinte para não misturar os óleos e energias. Esta técnica pode ser empregada para harmonizar um ou todos os chakras em sequência. O tempo total se for fazer nos sete centros de energia será de no máximo 10 minutos.

3. Pingue algumas gotas sobre o local durante a massagem e massageie com a palma das mãos a região por algum tempo. Esta técnica também pode ser empregada para harmonizar um ou mais chakras desde que limpa a mão com um pano ou álcool antes de continuar a sequência para não misturar a energia e aroma de cada óleo. O tempo total pode variar de 10 a 35 minutos.

Você poderá utilizar este kit também para o auto-tratamento, fazendo em seu corpo como descrito anteriormente o uso dos óleos dos chakras.

No caso de tratamento de outras pessoas, esta prática poderá ser feita ao fim da terapia (massoterapia, reiki, acupuntura, etc). Podem ser utilizados os óleos na frente do corpo na área de localização dos chakras, ou atrás na mesma altura em que cada chakra se encontra.Não use nas áreas óleos de chakras diferentes. Isso poderá não trazer os efeitos esperados, contudo necessariamente não causará nenhum dano ao seu campo energético.Associe com outros aromas através de difusor no ambiente e música relaxante. Sob um bom estado de relaxamento os efeitos poderão ser melhores.Não há limite de tempo de uso, podendo ser empregado ao final de tratamentos energéticos sempre que presente algum desequilíbrio. A auto-harmonização dos chakras poderá ser feita diariamente ao longo de um mês uma vez ao dia para um bom resultado, ou de vez em quando se necessário.Não misture todos os óleos ou vários para aumentar efeitos. Isso não acontece e poderá anular a eficácia deles.Se ocorrer alguma reação alérgica lave a área com água ou passe um pano com água retirando o óleo. Estes óleos estão diluídos em óleo de girassol extra-virgem e babaçu com o objetivo de reduzir reações alérgicas. Não empregue em áreas sensíveis como as axilas e área genital, pois poderá ocasionar forte ardência. Se for fazer uso em crianças com menos de 3 anos, para cada gota dos óleos dos chakras, ponha mais uma de óleo de girassol ou algum outro óleo carreador para evitar riscos de ardência pois a pele de crianças pequenas é muito sensível.

Obs.: Este produto não tem nenhum objetivo de tratar ou curar doenças, portanto ele não substitui o aconselhamento e orientações do profissional médico ou terapêuta. Também não deverá ser empregado internamente. Em caso de ingestão tomar muita água.

VEJA MAIORES INFORMAÇÕES: http://laszlo.ind.br/campanhas/chakras-folder-LASZLO.pdf

Obs.: A Pria não comercializa medicamentos. As informações aqui presentes são meramente ilustrativas e advindas de fontes referenciadas. Em caso de doença, oriente-se com seu médico.

so_pria

Sua Saúde Natural!

www.pria.com.br

 

INVESTIGAÇÃO DO POTENCIAL DE PRODUTOS NATURAIS COMO AGENTES TERAPÊUTICOS NOS TRANSTORNOS COMPORTAMENTAIS

Limoneno é um monoterpeno presente em muitos óleos essenciais, principalmente em plantas do gênero Citrus,a exemplo da laranja. Recentes estudos demonstraram a atividade ansiolítica do óleo essencial de Citrusaurantium. (+)-Limoneno é o componente majoritário deste óleo, contudo, não há estudos relatando suacontribuição na atividade ansiolítica. No presente estudo, foi demonstrado que (+)-limoneno e seu enantiômero,(-)-limoneno, apresentam efeito ansiolítico nos modelos experimentais de Campo Aberto e Labirinto em CruzElevado (LCE). No LCE a atividade ansiolítica foi mostrada pelas vias intraperitoneal e inalatória, confirmando acontribuição de (-)-limoneno na atividade ansiolítica de Citrus aurantium. Na investigação de mecanismo deação, demonstrou-se que este monoterpeno não exerce seu efeito farmacológico via receptores GABAA.Link do artigo:http://www.fapitec.se.gov.br/sites/default/files/documentos/joao%20daltro/resumo_expandido_damiao.pdf

**********************************************************

Esta pesquisa foi elaborada com a participação do cientista brasileiro Damião Pergentino de Sousa que estará palestrando no II Congresso Internacional de Aromatologia com a palestra: Aspectos químicos e farmacológicos da biotividade dos óleos essenciais.

Texto por Fabian Laszlo

SAIBA MAIS: http://www.congressoaromatologia.com.br/#!Dr-Damião-Pergentino/c37g/ignp6zau233

II CONGRESSO INTERNACIONAL DE AROMATOLOGIA – 18,19 e 20 de março, 2016 (presencial e online)www.congressoaromatologia.com.br

Obs.: A Laszlo não comercializa medicamentos. As informações aqui presentes são meramente ilustrativas e advindas de fontes referenciadas. Em caso de doença, oriente-se com seu médico.

so_pria

Sua Saúde Natural!www.pria.com.br

 

A PRIA recebeu as novidades Laszlo!!!

10665782_844948082242805_1123794371059575238_n

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Produtos como óleo de neroli e sândalo puros, pau santo dos Incas, breu branco, coentro sementes, cardamomo e blend de rosa branca, já foram repostos.

CO ALOEGEL (GEL BASE COM ALOEVERA) 200 G
CO CRISTAL PEELING 240 G (NOVO VOLUME)
CO2 SANDALO MYSORE GT INDIA 5 ML
OE COPAÍBA MARI MARI OLEORESINA 10,1 ML
OE LAVANDIM GROSSO GT FRANÇA 10,1 ML
OE NEROLI GT ITÁLIA 5 ML
OE PAU SANTO DOS INCAS GT EQUADOR 10,1 ML
OG LINHAÇA DOURADA EXTRA VIRGEM 120 ML
SN CHAKRAS 5 VISHUDA 10,1 ML
SN CHAKRAS 6 AJÑA 10,1 ML
OE ALECRIM QT CÂNFORA GT ESPANHA 10,1 ML
OE CITRONELA VAR. JAVA GT BRASIL 10,1 ML
OE COENTRO SEMENTES – GT FRANÇA 10,1 ML
OE FUNCHO DOCE SEMENTES GT ESPANHA 10,1 ML
OE HORTELÃ VERDE – GT ÍNDIA 10,1 ML
OE LAVANDA 40/42 – GT FRANÇA 10,1 ML
OE TEA TREE GT AUSTRÁLIA 10,1 ML
OE ALECRIM QT CINEOL GT TUNÍSIA 10,1 ML
OE EUCALIPTO GLOBULUS – 80/85 GT BRASIL 10,1 ML
OE HORTELÃ PIMENTA – GT EUA 50 ML
OE LITSEA CUBEBA – MAY CHANG QT CITRAL – 10,1 ML
OE MANJERICÃO EXÓTICO QT METIL CAVICOL GT HUNGRIA 10,1ML
BL ROSA BRANCA BLEND 10,1 ML
CO ALOEGEL (GEL BASE COM ALOEVERA) 200 G
CO SERUM DAMASK ROSE 15ML
OE ABETO PRATA – GT ÁUSTRIA – 10,1 ML
OE BREU BRANCO 10,1 ML GT BRASIL
OE CARDAMOMO GT ÍNDIA 10,1 ML
OE LAVANDA 40/42 – GT FRANÇA 50 ML
OE OLIBANO DO DESERTO VAR. CARTERI GT SOMA. 10,1ML
OE PATCHOULI LIGHT (DEST. AÇO) GT INDON. 10,1 ML
OE PATCHOULI OLD RESERVA SLC. GT INDONÉSIA 10,1ML
OE PITANGA FOLHAS GT BRASIL 10,1 ML

so_pria

Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

 

BENEFÍCIOS DO ÓLEO DE YLANG YLANG NA EPILEPSIA

Uma equipe liderada pelo Dr. T. Betts, consultor neuropsiquiátrico do Hospital Psiquiátrico Rainha Elizabeth em Birmingham, tem demonstrado a utilização do óleo essencial de ylang-ylang, em particular, no tratamento da epilepsia.

Massagem combinada com óleos essenciais específicos, tais como ylang-ylang, lavanda, camomila tem provado ser muito eficaz na redução da frequência das crises vividas pelos voluntários do experimento.

Muitos pacientes quando sabem que um ataque está prestes a acontecer e sabem o que os aciona, cheiram um vidrinho de um óleo essencial em particular, muitas vezes é o suficiente para induzir o efeito profundamente relaxante vivenciado durante a sessões de massagem e interromper uma crise futura.

Dr. Betts também enfatiza as dificuldades do tratamento e do estresse que podem surgir para o terapeuta envolvido com tais pacientes imprevisíveis. Isso só deve ser tentada por profissionais experientes. A técnica não é uma cura milagrosa e requer tempo, compromisso e trabalho duro para o paciente e pode não funcionar: desencorajamos as pessoas que pensam que é uma correção instantânea.

A pesquisa do Dr. Betts está disponível na internet. Procure no Google, digitando “Aromatherapy and epilepsy”
http://www.epilepsy.ie/assets/26/2E6BFAFF-C505-D112-CDE19F58674D64FD_document/Aromatherapy_and_Epilepsy.pdf

Fonte do texto em português AROMAFLORA: http://www.aromaflora.com.br/website/artigo.asp?cod=2142&ssl_pedido_id=1685426&idi=1&moe=206&tipo=A&id_categoria=947&id=19891

Este óleo analisado por cromatografia e garantia de 100% de pureza você encontra na

so_pria

Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

ÓLEO DE SUCUPIRA

1423492640_full.jpeg

Potencial fitoterápico de uso em inflamações, dores e para aqueles que se sentem abalados por intenso sofrimento.

Inúmeros estudos científicos têm demonstrado que moléculas presentes no óleo essencial de sucupira possui forte atividade anti-cancerígena e anti-inflamatória. A maioria destes estudos são desconhecidos e é dada pouca atenção ao enorme potencial fitoterápico inerente a esta planta.

Neste formidável artigo você terá a chance de se aprofundar no potencial terapêutico do óleo de sucupira, conhecer suas moléculas ativas e os aspectos sutis que seu óleo essencial trabalha na parte emocional. Para ler ele na íntegra acesse:

http://laszlo.ind.br/campanhas/Oleo_essencial_de_Sucupira-branca-Pterodon-emarginatus.pdf

Abaixo alguns trechos do artigo:

Aspectos sutis e energéticos:

A sucupira faz parte da mesma família do feijão. É uma árvore de porte médio, de 8 a 16 metros, de copa piramidal rala, que nasce em terrenos secos e arenosos e que ajuda na melhoria dos solos devido a realizar um processo de simbiose com bactérias que fixam o nitrogênio da atmosfera.

Para resistir à seca, a sucupira forma em suas raízes nódulos de expansão como reserva de água em formato de batatas.

O seu óleo essencial concentra-se apenas nas sementes com a função de inibir sua germinação até a época de chuva intensa, além de atuar na sua proteção contra insetos. As sementes são protegidas por uma dura couraça e a grande concentração de óleo e resina em seu interior evita sua desidratação e morte sob o intenso sol do cerrado.

O óleo da sucupira possui características calmantes e ansiolíticas, tranquilidade esta necessária para a sobrevivência de uma árvore que nasce em lugares tão estressantes, principalmente em se tratando de disponibilidade de água. Sua resistência à falta de água mostra uma capacidade “emocional” de saber lidar com os aspectos áridos da vida.

Indicado para aqueles abalados por intenso sofrimento neste mundo, que tem que conviver com pessoas ríspidas, sem carinho ou emotividade, tornando-se por vezes pessoas tristes, feridas e amarguradas, que não deixam fluir mais as emoções de forma natural. Nestes casos, as mágoas e ressentimentos guardados são somatizados na forma de couraças e nódulos emocionais, que fisicamente podem se manifestar na forma de tumores e câncer.

Indicações estéticas:

– Regeneração e rejuvenescimento da pele +
– Ação anti-acne e antisséptica da pele

Indicações terapêuticas:

– Anti-histamínico (útil em asma e alergias de pele e respiratórias) +
– Antiinflamatório útil em bursites, artrites e reumatismos +++
– Fibromialgia ++
– Analgésico moderado, útil em tendinites, contusões e distensões musculares ++
– Antiespasmódico (cólicas menstruais e de outros tipos) ++
– Antiulcerativo e gastroprotetor ++
– Cicatrizante útil em feridas e queimaduras +++
– Útil em gengivite (sangramento das gengivas) ++
– Anticancerígeno +++
– Calmante suave
– Antimicrobial

Este óleo essencial você encontra na

so_pria
Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

CIPRESTE AZUL – O óleo que faz neurônios crescerem e paralisa a tensão muscular

1779892_715436991860582_3125147438585097835_n

“O cipreste azul (Callitris columellaris (sin.: Callitris intratropica)) é um novo óleo essencial que chega na aromaterapia armado de grande potencial terapêutico. Seu maior destaque é a sua capacidade neuroprotetora e indutora do crescimento de axônios em neurônios, útil a quem sofre de doenças associadas com a perda neural (como o Alzheimer, esclerose múltipla, avc, senilidade e outros), e sua potente ação relaxante muscular, que o torna um dos recursos mais eficientes para uso na massagem.” LZ

Indicações terapêuticas:

– Antiinflamatório útil em bursites, artrites e reumatismos +++
– Analgésico útil em tendinites, contusões e distensões musculares +++
– Relaxante muscular útil em torcicolo, tensão e nódulos musculares ++++
– Antialérgico (pele, rinite) ++
– Antifúngico e antimicrobial (bactérias e micoses) +++
– Cicatrizante útil em feridas e queimaduras +++
– Regenerador da pele e rejuvenescedor +++
– Antioxidante +++
– Anticancerígeno e antitumoral +++
– Imunoregulador em doenças auto-imunes como dermatites +++
– Reduz convulsões e frequência de ataques epilépticos
– Possui efeito hipotensor +
– Aumenta a motilidade intestinal melhorando a prisão de ventre ++
– Reduz rugas e linhas de expressão ocasionadas por tensão dos músculos faciais ++++

1010115_715440185193596_5077430084730731439_n

O cipreste azul é uma árvore nativa do norte e oeste da Austrália procurada nestas áreas para uso de sua madeira.

Seu óleo essencial difere dos óleos de ciprestes tradicionais, até por que é obtido da madeira e não das folhas. Seu processo de destilação é demorado e pode durar até 48 horas sob temperatura e pressão controladas para não destruir moléculas sensíveis como os azulenos, que dão uma magnífica cor azul a este óleo essencial. Seus principais azulenos são o guaiol e o guaiazuleno, este último possui propriedades anti-oxidantes8, anti-asmáticas5, anti-inflamatórias, anti-piréticas6 e anti-alergênicas7 similares às do camazuleno. Além disso o guaiazuleno se mostrou eficiente no tratamento da dermatite recalcitrante22.

Quando o óleo de cipreste azul é primeiramente extraído, ele possui um teor de guaiol muito alto (26-30%). O guaiol é o componente principal responsável pelo aroma do óleo de pau santo falso (Bulnesia sarmientoi). O óleo com esta porcentagem de guaiol vem a ficar sólido em temperaturas inferiores a 18ºC. Para evitar isso, o guaiol cristalizado é separado do líquido por filtração a vacum para atingir níveis próximo de 11%. O guaiol possui propriedades antioxidantes e antimicrobiais34,35,36.

A madeira e os galhos possuem em torno de 85% de a-pineno. Para reduzir os níveis de a-pineno, na destilaria as primeiras horas das partes destiladas é descartada. Ou, alternativamente a madeira picada é deixada exposta ao ar antes de ser destilada, para parte do a-pineno evaporar para a atmosfera. Este óleo modificado se torna assim uma nota de base tendo um aroma amadeirado doce, balsâmico e herbáceo. É um excelente fixador de perfumes que mistura bem com outras notas amadeiradas, cítricas e aromas “verdes”, caindo muito bem, especialmente em perfumes masculinos. Comercialmente somente se encontra para comprar o óleo sem a-pineno e com teor de guaiol reduzido.

10451024_715441941860087_6931938884963658318_n

O cipreste azul contém também em seu óleo certa quantidade eudesmol, conhecido por sua ação antiviral1 em óleos empregados por aromaterapeutas no tratamento de verrugas e herpes. Os isômeros do eudesmol também veem sendo estudados pelo seu poder de inibição de tumores e variados tipos de câncer, seja por uma ação indutora da apoptose (morte celular) ou ação anti-angiogênese9,10,11,12,13,14,15. O guaiazuleno também mostrou ter propriedades anticancerígenas, inclusive mais fortes que as do a-humuleno (presente na sucupira) na inibição proliferativa de células tumorais com ação anti-radicais livres marcante16,17.
Mas o uso mais proeminente do b-eudesmol do óleo de cipreste azul, é no sistema nervoso. Primeiro, foi observado que o b-eudesmol possui a capacidade de induzir o crescimento de neurônios, com aumento da extensão de axônios25,26, sendo uma promissora terapêutica, de acordo com estudos, no tratamento da doença de Alzheimer26 e outras patologias associadas à perda neural.

Além disso, este componente demonstrou ter uma ação antagonista à toxidade letal induzida pelos organofosfatos (tipo de agrotóxicos) pela reversão da falência neuromuscular e redução da ocorrrência de convulsões28,29. Este resultado sugere seu potencial terapêutico no controle dos ataques epilépticos e convulsões.

O isômero a-eudesmol, mostrou ter ação neuroprotetora no AVC reduzindo o tamanho da área infartada27. Devido a reduzir a inflamação neurogênica no sistema trigêmio-vascular30, responsável pela sensibilidade na face e no crânio, o a-eudesmol mostrou-se igualmente eficiente no tratamento de variados tipos de enxaquecas.

Uma planta oriental, a Atractylodes lancea, indicada na medicina tradicional chinesa no alívio de dores musculares, contém como princípio ativo para este fim, o b-eudesmol. Foi descoberto que esta molécula, presente em consideráveis proporções no cipreste azul, é um bloqueador neuromuscular despolarizante que interrompe a transmissão do impulso nervoso na junção neuromuscular ao deprimir a liberação regenerativa de acetilcolina durante estimulação repetitiva, produzindo assim, paralisia dos músculos esqueléticos18,19,20. Além disso, o b-eudesmol mostrou aumentar o efeito da succinilcolina, droga utilizada com função bloqueadora muscular, tendo este efeito sido mais forte em animais diabéticos21.
Ao inibir a contração muscular induzida pelos nervos, o b-eudesmol promove uma ação relaxante muscular muito útil na massagem no alívio e liberação de nódulos de tensão muscular ocasionados por stress ou mecanismos inflamatórios. O cipreste azul por conter boa parcela deste composto, é desta forma um excelente óleo terapêutico para massagens.

Esta sua ação relaxante neuromuscular, ainda permite ao óleo de cipreste azul inibir localmente os nervos de contraírem os músculos faciais devido a um constante estado de tensão em pessoas estressadas, o que com o passar das semanas de uso, reduz as rugas faciais e linhas de expressão.

O b-eudesmol mostrou ter também um efeito inibidor dos receptores de dopamina e seratonina (5-HT) nos intestinos, induzindo assim a um aumento da motilidade intestinal24, mostrando potencial de uso do óleo essencial de cipreste azul no tratamento da prisão de ventre.

Ainda sobre as propriedades do b-eudesmol, este componente ativo do óleo de cipreste azul apresentou ação anti-inflamatória (com inibição da IL6)2,3, ação anti-ulcerogênica3, comprovado poder antifúngico contra micoses de pele31, propriedades hipotensoras32 e hepatoprotetoras33.

Em experiências práticas de aromaterapeutas ao redor do mundo, o cipreste azul tem demonstrado resultados muito satisfatórios no tratamento via inalação de alergias respiratórias (rinites) e de pele e parece ter uma ação imunomoduladora que responde em algumas desordens auto-imunes, como as dermatites.
Aspectos emocionais:

Este óleo atua naqueles que precisam perceber sua individualidade, valorizando-se, trabalhando a aceitação própria e sua força de vontade. Igualmente é um óleo com qualidades aterradoras, que dissolve emoções de pessimismo e agressividade (raiva). O cipreste azul produz um profundo estado de relaxamento, liberando couraças de tensão ao longo de todo o corpo, aliviando assim o estresse. Seda e tranquiliza, favorecendo a introspecção e reflexão.

Usos veterinários:

O óleo de cipreste azul ainda pode ser considerado como tendo potencial inseticida devido aos componentes b-eudesmol4 e guaiol23, contra a mosca doméstica e das frutas, ácaros e outros insetos.

Contra-indicações:

Deve-se evitar seu uso em mulheres grávidas (anti-angiogênico), pessoas com paralisia do diafragma e dificuldade respiratória (devido ao efeito bloqueador muscular do óleo), hipotensos, pessoas que tenham arritmia cardíaca e glaucoma.

1384191_715439738526974_4534535779845016818_n

CROMATOGRAFIA CIPRESTE AZUL LASZLO
Constituinte Porcentagem

β –elemeno 1.1
α – guaieno 0.7
β –chamigreno 1.7
β –selineno 3.9
Cis – β –guaieno 0.5
α- selineno 3.6
α-bulneseno 0.9
Guaiazuleno 0.1
Callitrina 1.1
Callitrisina isômero 1 0.9
Callitrisina isômero 2 1.9
Columellarina 0.4
Germacranolídeo isômero 1 0.2
Germacranolídeo isômero 2 0.1
Dihidrocolumellarina 10.3
Camazuleno 0.1
Elemol 1.7
Guaiol 15.2
γ- eudesmol 10.7
β- eudesmol 7.6
Bulnesol 12.7

Textos Fabian Laszlo
Aromatólogo e pesquisador de óleos essenciais

ÓLEO EM BREVE À VENDA NA

PRIA
Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

Copyright©: Este artigo pode ser reproduzido em sites e blogs na internet desde que citado nome do autor e contato.

Referências:

1. Astani A, et al.Screening for antiviral activities of isolated compounds from essential oils. Evid Based Complement Alternat Med. 2011;2011:253643.
2. Seo MJ, et al. The regulatory mechanism of β-eudesmol is through the suppression of caspase-1 activation in mast cell-mediated inflammatory response. Immunopharmacol Immunotoxicol. 2011 Mar;33(1):178-85.
3. Sghaier MB et al. Anti-inflammatory and antiulcerogenic activities of leaf extracts and sesquiterpene from Teucrium ramosissimum (Lamiaceae). Immunopharmacol Immunotoxicol. 2011 Dec;33(4):656-62.
4. Chu SS et al. Insecticidal compounds from the essential oil of Chinese medicinal herb Atractylodes chinensis. Pest Manag Sci. 2011 Oct;67(10):1253-7.
5. BLAZSO S. Further results with chamazulene in the treatment of asthmatic diseases in infancy and childhood. Schweiz Med Wochenschr. 1951 Feb 3;81(5):110-1.
6. Horakova Z. Antipyretic action of chamazulene. Chekh Fiziol. 1952;1(3):195-204.
7. Mitolo Gr.Camazulene in allergic diseases. I. Experimental study on the toxic effects and histamine and serum shock in guinea pigs. Minerva Pediatr. 1954 Nov 30;6(22):918-22.
8. Dovolou E et al. Effects of guaiazulene on in vitro bovine embryo production and on mRNA transcripts related to embryo quality. Reprod Domest Anim. 2011 Oct;46(5):862-9.
9. Bomfim DS, et al. Eudesmol isomers induce caspase-mediated apoptosis in human hepatocellular carcinoma HepG2 cells. Basic Clin Pharmacol Toxicol. 2013 Nov;113(5):300-6.
10. Li Y, et al. β-Eudesmol induces JNK-dependent apoptosis through the mitochondrial pathway in HL60 cells. Phytother Res. 2013 Mar;27(3):338-43.
11. Yang H, et al. Cytotoxic terpenoids from Juglans sinensis leaves and twigs. Bioorg Med Chem Lett. 2012 Mar 1;22(5):2079-83.
12. Ma EL, et al. Beta-eudesmol suppresses tumour growth through inhibition of tumour neovascularisation and tumour cell proliferation. J Asian Nat Prod Res. 2008 Jan-Feb;10(1-2):159-67
13. Tsuneki H, et al. Antiangiogenic activity of beta-eudesmol in vitro and in vivo. Eur J Pharmacol. 2005 Apr 11;512(2-3):105-15.
14. Ben Sghaier M et al. Flavonoids and sesquiterpenes from Tecurium ramosissimum promote antiproliferation of human cancer cells and enhance antioxidant activity: a structure-activity relationship study. Environ Toxicol Pharmacol. 2011 Nov;32(3):336-48.
15. Britto AC et al. In vitro and in vivo antitumor effects of the essential oil from the leaves of Guatteria friesiana. Planta Med. 2012 Mar;78(5):409-14.
16. Vinholes J et al. Assessment of the antioxidant and antiproliferative effects of sesquiterpenic compounds in in vitro Caco-2 cell models. Food Chem. 2014 Aug 1;156:204-11.
17. Fiori J, et al. Cytotoxic activity of guaiazulene on gingival fibroblasts and the influence of light exposure on guaiazulene-induced cell death. Toxicol In Vitro. 2011 Feb;25(1):64-72.
18. Chiou LC, et al. Antagonism by beta-eudesmol of neostigmine-induced neuromuscular failure in mouse diaphragms. Eur J Pharmacol. 1992 Jun 5;216(2):199-206.
19. Kimura M et al. Mechanism of the blocking action of beta-eudesmol on the nicotinic acetylcholine receptor channel in mouse skeletal muscles. Neuropharmacology. 1991 Aug;30(8):835-41.
20. Nojima H et al. Blocking action of succinylcholine with beta-eudesmol on acetylcholine-activated channel activity at endplates of single muscle cells of adult mice. Brain Res. 1992 Mar 20;575(2):337-40.
21. Kimura M, et al. Structural components of beta-eudesmol essential for its potentiating effect on succinylcholine-induced neuromuscular blockade in mice. Biol Pharm Bull. 1994 Sep;17(9):1232-40.
22. J Matern Fetal Neonatal Med. 2013 Jan;26(2):197-200.
Guaiazulene: a new treatment option for recalcitrant diaper dermatitis in NICU patients.
23. Liu T et al. Guaiol–a naturally occurring insecticidal sesquiterpene. Nat Prod Commun. 2013 Oct;8(10):1353-4.
24. Kimura Y, Sumiyoshi M. Effects of an Atractylodes lancea rhizome extract and a volatile component β-eudesmol on gastrointestinal motility in mice. J Ethnopharmacol. 2012 May 7;141(1):530-6.
25. Obara Y, et al. Beta-eudesmol induces neurite outgrowth in rat pheochromocytoma cells accompanied by an activation of mitogen-activated protein kinase. J Pharmacol Exp Ther. 2002 Jun;301(3):803-11.
26. Obara Y. Development of anti-dementia drugs related to neurotrophic factors. Yakugaku Zasshi. 2006 Sep;126(9):747-55.
27. Asakura K et al. omega-agatoxin IVA-sensitive Ca(2+) channel blocker, alpha-eudesmol, protects against brain injury after focal ischemia in rats. Eur J Pharmacol. 2000 Apr 7;394(1):57-65.
28. Chiou LC et al. beta-Eudesmol as an antidote for intoxication from organophosphorus anticholinesterase agents. Eur J Pharmacol. 1995 Jan 13;292(2):151-6.
29. Chiou LC, et al. Chinese herb constituent beta-eudesmol alleviated the electroshock seizures in mice and electrographic seizures in rat hippocampal slices. Neurosci Lett. 1997 Aug 15;231(3):171-4.
30. Asakura K et al. alpha-eudesmol, a P/Q-type Ca(2+) channel blocker, inhibits neurogenic vasodilation and extravasation following electrical stimulation of trigeminal ganglion. Brain Res. 2000 Aug 4;873(1):94-101.
31. Aguilar-Guadarrama B, et al. Active compounds against tinea pedis dermatophytes from Ageratina pichinchensis var. bustamenta. Nat Prod Res. 2009;23(16):1559-65.
32. Arora CK, et al. Hypotensive activity of beta-eudesmol and some related sesquiterpenes. Indian J Med Res. 1967 May;55(5):463-72.
33. Kiso Y, et al. Antihepatotoxic principles of Atractylodes rhizomes. J Nat Prod. 1983 Sep-Oct;46(5):651-4.
34. Processes for obtaining (-)-guaiol and the use thereof US 7071366 B2 http://www.google.com/patents/US7071366 (visitado em outubro de 2014)
35. D. P. Grettie. Gum guaiac—A new anti-oxidant for oils and fats. July 1933, Volume 10, Issue 7, pp 126-127
36. Choudhary, Muhammad Iqbal et al. Microbial Transformation of (−)-Guaiol and Antibacterial Activity of Its Transformed Products. J. Nat. Prod., 2007, 70 (5), pp 849–852

      

ÓLEO ESSENCIAL DE AZALÉIA GIGANTE DO NEPAL (Rododendro) – Rhododendron anthopogon

Imagem

O óleo essencial de Azaléia Gigante você encontra na Pria – www.pria.com.br

A Laszlo tem o prazer de comunicar que pela primeira vez no Brasil encontra-se disponível o óleo essencial de Azaléia gigante do Nepal, conhecida também como Rododendro (Rhododendron anthopogon).

Diferentes das outras azaléias, esta espécie gigante é aromática e não possui substâncias tóxicas entre seus constituintes. Esta planta é um símbolo nacional no Nepal e cresce numa uma altitude de 4300-4000m. É obtido por destilação a vapor da parte aérea deste arbusto, sendo um líquido fluido de cor amarelo pálido e doce à base de plantas, aroma levemente balsâmico. Devido às variações de altitude e regionais alguns óleos são solúveis em álcool a 95% e alguns não são.

Um óleo muito especial, utilizado na medicina tradicional tibetana, onde a planta é conhecida como balu ou sunpati. Tradicionalmente, das folhas e flores frescas deste arbusto é feito um chá por curandeiros do Himalaia e bebido para ajudar a digestão, estimular o apetite, acalmar pensamentos doloridos e aliviar doenças do fígado.

É considerado um óleo que trata e cuida da alma, dissolvendo tristezas, dores e angústias, principalmente aquelas que tiram o sono e fazem o peito doer. É um óleo que atua especialmente no chakra cardíaco, trazendo paz e acalento.

Talvez a mais importante característica do óleo de rododendro seja sua atuação sobre o sistema imunológico. Tem sido utilizado no Nepal para vários tipos de doenças do sangue e infecções sistêmicas.

Estudos científicos1, revelaram que este óleo possui uma poderosa ação anticancerígena, sendo capaz de reduzir o crescimento de células cancerosas independente do tipo e dos protocolos empregados. Os tipos de câncer testados foram de ovário, colo do útero e cólon. Ele possui uma moderada ação ani-inflamatória tópica e uma significante capacidade de matar bactérias como Staphylococcus aureus, Enterococcus fecalis, Bacillus subtilis, Mycobacterium tuberculosis e os fungos Candida albicans e C. pseudotropicalis (em dosagens de 0,08-0,04% apenas!).
Imagem
Um óleo essencial raro, composto por uma complexa mistura de mono e sesquiterpenos como o a-pineno, limoneno, muuroleno, germacreno d e p-cimeno. Esta sinergia única é a responsável pelas propriedades desintoxicantes e terapêuticas deste óleo.

O óleo essencial de azaléia gigante é considerado um eficiente antiespasmódico para o sistema respiratório, hepatoprotetor e desintoxicante. Ele pode estimular o apetite durante a doença ou convalescença. Ajuda na drenagem linfática, entupimentos vasculares e também tem sido conhecido por ser um estimulador dos rins e supra-renais.

É um bom anti-inflamatório quando aplicado a tecidos fibrosos, ligamentos e articulações, como em condições reumáticas, artrite e gota.

No Nepal, este óleo é considerado um símbolo do equilíbrio dos meridianos de fogo, afetando estes meridianos em todos os seus aspectos; fisicamente, mentalmente e emocionalmente. Alivia dores de cabeça, dores nas costas e dores articulares e musculares que foram trazidas pelo excesso de algum tipo de atividade (por exemplo, consumo de comida e bebida exageradamente). Este óleo é de grande benefício para as pessoas cujas doenças são agravadas pelas condições de vento ou tempestade.

De perfume um pouco balsâmico, pode ser usado sobre a pele e cabelo para ajudar a trazer maciez e limpar o couro cabeludo.

Cromatografia do óleo da Laszlo Aromaterapia – clique aqui para visualizar.

Textos: Fabian Laszlo
Referências:
1. Innocenti, Gabbriella et al. Chemical composition and biological properties of Rhododendron anthopogon essential oil. Molecules. 2010 Mar 31;15(4):2326-38.
2. Basnyet, Jolanta. Essential Oils from the Tibetan Shangri-La – Positive Health;Oct99, Issue 45, p16