Repassando – Por que as microesferas de esfoliantes estão destruindo os oceanos?

Achei essa publicação de suma importância e por isso reproduzo aqui.

Pessoal, procure usar produtos de artesãos confiáveis. Artesãos: busquem usar matéria prima que não agrida a pele das pessoas  nem o meio ambiente!! vamos usar substitutos naturais e de baixo impacto ambiental!

Illinois, nos EUA, se tornou o primeiro estado a banir as bolinhas de produtos esfoliantes. Nova York e Califórnia devem ser os próximos.

Imagem

As microesferas de plástico são conhecidas por causarem danos ambientais a grandes lagos e oceanos. Contudo, a maioria dos consumidores nem tem ideia sobre isso.
Biólogos marinhos têm alertado há um tempo que o despejo de pequenos pedaços de plástico de polietileno no ralo gera prejuízos para o oceano. Contudo, apenas quando uma organização sem fins lucrativos, chamada 5 Gyres Institute, realizou um estudo profundo sobre a poluição intensa em uma região dos EUA, em 2013, o caso começou a ganhar força entre os americanos, gerando alerta e preocupação.
Imagem
Nova York e Califórnia tomaram conhecimento da proibição em Illinois e estudam legislações similares para tentar banir produtos cosméticos com microesferas de polietileno, mas ainda nada foi confirmado oficialmente.
A densidade dessas “partículas” plásticas surpreendeu os pesquisadores. “Na verdade, eu achei maior concentração na região dos Grandes Lagos que em qualquer amostra em qualquer lugar nos oceanos do mundo”, disse Marcus Eriksen, diretor de pesquisa do 5 Gyres Institute.
Avaliando os rios e lagos das cidades americanas, a ONG encontrou cerca de 500.000 microesferas de plástico em apenas um quilômetro quadrado, o que chega a ser banal, se você considerar que existem 330.000 microesferas de plástico em uma única embalagem de um cosmético esfoliante facial. Elas também são muito comuns em cremes dentais e sabonetes líquidos.
As microesferas são, tal como nome, tão pequenas que medem cerca de 0,355 milímetros. O temor é que essas bolinhas minúsculas de plástico têm o tamanho suficiente para peixes e outras criaturas confundi-los com alimentos. Elas conseguem obstruir seus estômagos e impedi-los de obterem uma nutrição adequada.
Imagem
Visão microscópica de uma microesfera de polietileno. As esferas perfeitas de plástico têm uma maior área de superfície por volume e são capazes de absorver mais toxinas dessa forma. Crédito : 5 Gyres Institute
Outra preocupação é que estas microesferas, por terem afinidade molecular, são muito boas em absorver outros poluentes tóxicos na água, como os PCBs, pesticidas e óleo de motor. E quando ingeridas pelos organismos, por serem bioacumulativas, tais toxinas se concentram na cadeia alimentar, causando danos à saúde dos animais e do ser humano.
Um dos principais desafios é que o plástico não é a única coisa pequena na água. Como você garante que você está mesmo recolhendo-o, e não o zooplâncton – minúsculas criaturas que são a base das cadeias alimentares aquáticas?
Imagem
O tamanho dessas peças de plástico também faz com que seja um desafio para as estações de tratamento de esgoto, que são, naturalmente, efetivas em limpar efluentes antes de serem distribuídos para a população. Porém, muitos mecanismos filtram sólidos usando a gravidade, o que não remove as pequenas esferas de plástico. É muito mais fácil parar de despejar o plástico nos nossos esgotos do que removê-lo do sistema de água.

Visando a esse problema microscópico de poluição, grandes fabricantes como a Unilever, L’Oréal, e Johnson & Johnson fizeram vários compromissos voluntários para eliminar progressivamente as microesferas de polietileno.

Contudo, a matéria prima continuará disponível no mercado, sendo muito utilizada em receias caseiras. O importante agora é conscientizar as pessoas e informar sobre a existência de substitutos naturais como a argila e os cristais de quartzo.

Shampoos em Barra Dicas e Instruções

Imagem

Sobre os Shampoos em Barra:

Em seu livro “Aromatherapy Handbook for Beauty, Hair and Skin Care”, Erich Keller escreve o seguinte: “Uma vez que o cabelo é feito de células de queratina as quais se constituem quase que exclusivamente de proteína, é particularmente importante suprí-lo de proteínas na forma de produtos de leite, peixe, produtos da soja, castanhas, sementes e ácidos graxos essenciais contidos nos óleos vegetais de prensagem à frio”.

Embora alimentar-se saudavelmente seja muito aconselhável, o autor toca no ponto de como os óleos vegetais de prensagem à frio são vitais para os cabelos. Escolher os óleos é matéria de experimentação e leva-se algum tempo para conhecer a ação desses óleos no cabelo e pele.
Os óleos brutos retém suas vitaminas e minerais e são considerados mais saudáveis mas seu aroma pode ser pungente.

A escolha dos componentes de um bom shampoo em barra requer atenção e estudo.

Muitas são as vantagens de escolher esse tipo de shampoo para seus cabelos:
As propriedades dos óleos vegetais permanecerem intactos;
São enriquecidos de componentes naturais como ervas, pólen, mel, leites vegetais, kefir e muitos outros;
São muito econômicos por durarem bastante;
São muito práticos e podem até ser usados como sabonete;
Fáceis de acondicionar e transportar sem derramar na sua bolsa ou mala.
Menos embalagens de plástico no seu banheiro…

Muitas pessoas não estão familiarizadas com o conceito de shampoos em barra e os confundem com sabonetes, embora certamente possam ser usados com este propósito.

Lembre-se no entanto que deve-se evitar deixá-los molhados pois, por não terem nenhum agente endurecedor, tendem a derreter. Por isso, tenha uma saboneteira que o mantenha mais seco.

Modo de uso:

Molhe BASTANTE os cabelos.
Faça a espuma nas mãos e aplique esta espuma no couro cabeludo, massageando com os dedos. Evite a qualquer custo massagear o couro cabeludo com as unhas.
Puxe a espuma para os fios.
Enxague bastante.
Não é aconselhável esfregar a barra diretamente nos cabelos. Use somente a espuma.
Você provavelmente notará que, ao contrário dos shampoos tradicionais, somente uma aplicação é suficiente para deixar os cabelos limpos.
As pessoas com cabelos compridos tendem a esquecer a área do couro cabeludo logo acima da nuca. Dê uma atenção ali!
Use seu condicionador de costume. Você provavelmente vai reparar que será necessário uma menor quantidade de condicionador. Talvez até elimine o leave-in para não deixar os cabelos pesados.
Se você optar por não usar condicionador, faça uso do enxague de vinagre para regular o PH do cabelo (que é diferente do da pele). De fato, mesmo usando o condicionador ou mesmo o shampoo tradicional, fazer uso de um enxágue de vinagre esporádico trará muitos benefícios para seu couro cabeludo e cabelos.

Dicas:

Faça rodízio de seus shampoos em barra. Isso permite que seus cabelos recebam o máximo de benefícios dos diferentes tipos e não se saturem dos ingredientes de um tipo só.
Por exemplo, se você normalmente lava os cabelos 3 vezes por semana, tente usar um de ervas num dia, de leite em outro e de argan ou óleos de nobres no terceiro.
Ou ainda use um tipo em uma semana e outro tipo na semana seguinte.

Se você enxaguar os cabelos em água fria eles ficarão mais brilhantes e lustrosos!
Faça enxague naturais com ervas e vinagre orgânico. O brilho é incrível! Em breve um post só sobre os enxágues.

o shampoo em barra vc encontra na Pria. http://www.pria.com.br (loja)

COSMÉTICO BROXANTE

COSMÉTICO BROXANTE

ESTUDO CONFIRMA QUE PARABENOS UTILIZADOS COMO CONSERVANTES EM COSMÉTICOS REDUZEM LIBIDO E PODEM AFETAR A SEXUALIDADE

Chen J, Ahn KC, Gee NA, Gee SJ, Hammock BD, Lasley BL. Antiandrogenic properties of parabens and other phenolic containing small molecules in personal care products. Toxicol Appl Pharmacol. 2007 Jun 15;221(3):278-84. Epub 2007 Mar 27.

http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1978490/pdf/nihms-25621.pdf

LASZLO
Natural é Estar Bem!
Nossos cosméticos não possuem parabenos ou conservantes tóxicos à saúde

http://www.pria.com.br (loja virtual)