ÓLEO ESSENCIAL DE CAMARÁ, BOM PARA SONHOS

10444640_651925671545048_5808376555315147578_n

ÓLEO ESSENCIAL DE CAMARÁ, BOM PARA SONHOS – Óleo essencial já disponível na PRIA

Resolvi escrever para contar uma experiência bem diferente que meu marido e eu estamos tendo com o OE de camará (L. camara).

Descobrimos há um tempo que os pernilongos detestam o cheiro de tea tree (M. alternifolia), e colocar de 10 a 12 gotas no difusor de tomada nos garante uma noite tranquila. Semana passada faltou o tea tree e resolvi usar o óleo de camará (por pura falta de outro, intuição, sei lá).

Na primeira noite, tivemos sonhos bem interessantes, onde estávamos em grupos de estudo ou trabalho, e acordei com o coração em êxtase, foi a melhor sensação! Ficamos um tempão contando os sonhos, que vieram com bastante detalhes. Neste dia o clima em casa ficou melhor que o usual, reparei uma predisposição de ambos para fazer coisas juntos, conversa suave e mais união.

E o que poderia ter sido apenas uma boa noite de sono se repetiu no dia seguinte, e no outro também!! Sonhos nítidos, sempre em grupos, sensação boa de aprendizado, de reencontro, conexões! Acordamos e lá se vão vários minutos na cama relatando o que aconteceu. Reparei que a saudade um do outro se acentuou durante o dia e ficamos com vontade de estar logo em casa.

Lá pelo quinto dia chegamos à conclusão de que o óleo devia estar causando isso, até porque anteontem consegui o tea tree e a noite foi bem diferente. Ontem mesmo já voltamos com o camará e estamos achando tudo isso um barato! Se alguém quiser tentar, depois compartilha, tá?
Ah, e claro, preciso dizer que o quarto fica com um cheiro exótico, mas logo o olfato se acostuma! E vale a pena!
E quanto aos pernilongos…. bom, tivemos que matar um ou outro… o tea tree ainda é o vencedor!

Grata,

C.M. – Outubro/2013

—————————————————–

Esta é uma planta que nasce espontaneamente em zonas geopáticas (áreas de intensa radiação geomagnética). Geralmente plantas que sobrevivem nestes locais sofridos do planeta, possuem uma potente força vital de reparação celular, que se manifesta em seu óleo essencial. O camará possui folhas ásperas e secas, com intuito de defesa, retenção hídrica e proteção. Ao mesmo tempo, conquista e seduz abelhas com suas lindas e românticas flores multicoloridas e perfumadas. Possui o poder de domínio em grupo, pois onde cresce tende a se sobrepor a outras plantas, ampliando-se grupalmente sobre toda a área.

É um óleo que associa propriedades úteis em cólicas, dores e inflamações1-7. É um potente regenerador celular, cicatrizante (queimaduras e cortes)5 e rejuvenescedor quando empregado em cosméticos.

Como nos florais de Minas, onde é chamado de “Lantana”, a energia do camará de expansão grupal pode ser aproveitada diluíndo (1-2%) do óleo em álcool borrifando-o sobre o local. Na oligoaromaterapia ele também pode ser empregado visando os mesmos efeitos no campo sutil. Uma boa dica é associar no borrifador ylang ylang, tangerina e camará, o que cria um perfeito sinergismo para a harmonia de grupos, trabalhando motivação, alegria, o pensar no outro, abertura, vontade de crescimento e flexibilidade. Sobre o camará temos: “Apropriado para a harmonização de grupos humanos reunidos em assembléias, congressos, locais de trabalho, escolas, hospitais, casas de detenção, creches, asilos, retiros, meditações, viagens, festas, simpósios e quadras de diversão em geral; para as situações que exigem a necessidade de equilíbrio entre as manifestações individual e coletiva, entre o saber ouvir e saber falar, ou quando o propósito grupal necessita de elevação em seu padrão vibratório. Ajuda a pessoa a captar em maior profundidade a psique do outro, criando assim um plano de maior entendimento mútuo.”

O compostos majoritários do óleo, possuem as propriedades:
beta-pineno + Sabineno 25% (solventes e úteis na drenagem linfática e problemas circulatórios)
1,8 cineol 8% (levemente expectorante)
beta cariofileno 14% (antiinflamatório, analgésico e cicatrizante)
alfa-humuleno 6% (antiinflamatório e cicatrizante – princípio ativo que na erva-balleira está em 2%!)
biciclogermacreno 2% (composto raro, citado pelo Dr. Penoel, médico frânces, como uma substância que inalada ajuda a harmonizar os hemisférios cerebrais)
(+)-Davanona 10% (antiespasmodico e antifúngico)

O camará é uma planta tóxica na fitoterapia, devido à presença de triterpenóides (lantadenos) que contudo não são destiláveis (por conterem mais de 20 carbonos) e não existem no óleo essencial, o que torna-o um produto seguro.

Textos: Fabian Laszlo

Estoque limitado, reserve o seu.

COMPOSIÇÃO (óleo essencial Lantana camara Laszlo – origem: Madagascar):

alfa-tuieno………………………..0.462411141
alfa-pinene…………………………6.779671917
canfeno…………………………….2.527290189
beta-pineno + Sabineno………………..25.0486508
beta-mirceno…………………………1.796479073
delta-3-careno……………………….0.62276512
alfa-terpineno………………………3.878508279
Limoneno…………………………….0.853863502
1,8 cineol………………………….8.962243927
Cis-beta-ocimeno……………………..0.196583688
gamma-terpineno………………………0.477417529
terpinoleno………………………….0.380733512
linalol……………………………..3.008566504
terpinen-4-ol……………………..0.524794841
alfa-terpineol………………………0.772185873
alfa-copaeno………………………..0.410103158
beta-selineno………………………..1.323134706
beta cariofileno……………………14.44815078
aromadendreno………………………..1.127837279
alfa-humuleno……………………….6.63689685
germacreno-D…………………………1.651560236
biciclogermacreno…………………….2.073025374
(+)-Davanona…………………………10.13938791

Referências:

1. Morrison KC, Litz JP, Scherpelz KP, Dossa PD, Vosburg DA. A concise, biomimetic total synthesis of (+)-davanone. Org Lett. 2009 May 21;11(10):2217-8.
2. Basile, A. C., et al. “Anti-inflammatory activity of oleoresin from Brazilian Copaifera.” J. Ethnopharmacol. 1988; 22: 101–9.
3. Tambe Y, Tsujiuchi H, Honda G, Ikeshiro Y, Tanaka S.,”Gastric cytoprotection of the non-steroidal anti-inflammatory sesquiterpene, beta-caryophyllene”. Planta Med. (1996), 62(5), 469-70.
4. Gomes NM, Rezende CM, Fontes SP, Matheus ME, Fernandes PD. Antinociceptive activity of Amazonian Copaiba oils. J Ethnopharmacol. 2007 Feb 12;109(3):486-92. Epub 2006 Aug 26.
5. Paiva LA, de Alencar Cunha KM, Santos FA, Gramosa NV, Silveira ER, Rao VS. Investigation on the wound healing activity of oleo-resin from Copaifera langsdorffi in rats.Phytother Res. 2002 Dec;16(8):737-9.
6. Roldão Ede F, Witaicenis A, Seito LN, Hiruma-Lima CA, Di Stasi LC. Evaluation of the antiulcerogenic and analgesic activities of Cordia verbenacea DC. (Boraginaceae). J Ethnopharmacol. 2008 Sep 2;119(1):94-8. Epub 2008 Jun 6.
7. Fernandes ES, Passos GF, Medeiros R, da Cunha FM, Ferreira J, Campos MM, Pianowski LF, Calixto JB. Anti-inflammatory effects of compounds alpha-humulene and (-)-trans-caryophyllene isolated from the essential oil of Cordia verbenacea. Eur J Pharmacol. 2007 Aug 27;569(3):228-36. Epub 2007 May 22.

Este óleo essencial você encontra na

PRIA
www.pria.com.br

ÓLEOS ESSENCIAIS X FIBROMIALGIA – Experiência com o capim-limão

Imagem

Este é um depoimento de Vanessa Mesquita – enfermeira e aromaterapeuta

Diferentes fatores, isolados ou combinados, podem desencadear a fibromialgia. Alguns tipos de estresses como doenças, traumas emocionais ou físicos, mudanças hormonais, etc, podem gerar dores ou fadiga generalizadas que não melhoram com o descanso e que caracterizam a fibromialgia.

Trauma físico ou emocional pode desencadear a fibromialgia. Exemplificando uma infecção, um episódio de gripe, ou um acidente de carro, podem estimular o aparecimento dessa síndrome. Pessoas com fibromialgia podem ficar inativas ou ansiosas com sua saúde, agravando esta condição.

Fibromialgia significa dores nos músculos e tecidos conectivos fibrosos (ligamentos e tendões). Esta condição é considerada uma síndrome porque abrange um conjunto de sinais e sintomas que podem ocorrer simultaneamente em diferentes doenças.

Ela geralmente é sentida em todo o corpo, embora possa começar em uma região, como pescoço ou ombro, e se espalhar para outras áreas após algum tempo. A dor em fibromialgia tem sido descrita de várias maneiras, dentre as quais ardência, incômodo, rigidez e fisgadas. Geralmente varia com a hora do dia, tipo de atividade, clima, padrão de sono e estresse, trazendo também distúrbios emocionais sérios.

O relato abaixo é feito pela técnica de enfermagem, massoterapeuta e aromaterapeuta Vanessa Mesquita, servidora do Tribunal de Justiça do DF e voluntária do Hospital da Base, Hospital público de Brasília, no “ambulatório da dor” (ambulatório que tem pacientes com dores crônicas):

“Esta paciente da qual vou relatar, está comigo há um ano com um trabalho de massoterapia. Este ano introduzi ao trabalho a aromaterapia, da qual pude perceber uma melhora muito mais rápida. Ela é uma paciente com um quadro depressivo sério, porém hoje, controlado com o uso do óleo essencial de lavanda (Lavandula angustifolia) principalmente na inalação. Além disso, possui um quadro de fibromialgia desde 2000, devido a uma queda que levou.

Comecei trabalhando a massagem usando óleos essenciais de lavanda e ylang ylang já que é hipertensa leve. Sentiu uma melhora considerável. Há três meses introduzi outro óleo essencial, o capim cidreira (Cymbopogon citratus) que para minha surpresa tirou-a da crise. Pedi que tomasse no máximo duas X ao dia 3 gotas e monitorasse a pressão, já que faz uso de medicação. Conseguiu dormir melhor e relaxar. Foi visível a melhora.

Comecei a usar o óleo essencial de capim cidreira p/ ingestão em outros pacientes fibromiálgicos e pude perceber a mesma coisa. Eles saíram do quadro de crise. Fibromialgia não tem cura, mas está muito ligado ao emocional. Devido ao relaxamento que o capim faz, já que ele é vasodilatador, vai amenizando as dores até chegar ao estágio quase que normal. Ele é também um óleo essencial de propriedades anti-inflamatórias e analgésicas que ajudam nisso. Hoje tenho pacientes que tomam um simples analgésico (com receio de intensificar a dor) ao invés das medicações tradicionais e bem mais agressivas ao organismo, mas que tomam como prevenção o óleo de capim cidreira.”

Vanessa Mesquita
Enfermeira e Aromaterapeuta

http://www.pria.com.br